EXECUTAMOS O GUARANI EM CAMPINAS

  • por em 12 de agosto de 2020

Bruno Haddad/Cruzeiro/Flickr

Tá bom. Aceitamos a emoção, mas que nunca falte este poder de reação que já está adubando nossa esperança. Dois jogos, apenas. É pouco para análises profundas, mas a coincidência da reação imediata para a vitória, tanto no jogo contra o Botafogo-SP, quanto neste, contra o Guarani, é mais que animadora. É teste para o psicológico da equipe, sobretudo para os jovens que estão subindo da base. E estão sendo aprovados nesse desafio difícil de não se abater, seja tomando o primeiro gol, seja levando o empate aos 40 minutos do segundo tempo. Para isto, são visíveis o exemplo e a motivação dos veteranos como Fábio, Léo, Ariel Cabral e Marcelo Moreno.

Outro sinal animador para este início de jornada: dois jogos, duas vitórias, dois gols de zagueiros. Como há muito não acontecia, Cacá e Léo marcaram gols decisivos de cabeça e isto não é mera coincidência; É fruto de treino, o que significa aplausos para Enderson Moreira, Ricardo Drubscky e todos os demais integrantes da equipe técnica. Em campo, a equipe mostra o que ensaiou. Sua tática. A disposição dos jogadores na hora de um escanteio ou uma falta, a favor ou contra. Isto é treinamento e estamos gostando do que vemos. 

O Guarani, sempre “asa negra” contra o Cruzeiro, é dos poucos times paulistas com ranking favorável contra nós. Por isto a satisfação de intitular a coluna de hoje com uma frase do publicitário Washington Olivetto festejando título do Corinthians em cima do time de Campinas.

A esperança azul cada vez mais forte sai de São Paulo e vai pousar em Florianópolis. Lá nos aguarda, domingo, o Figueirense na continuidade dessa maratona incrível.

Voltamos para casa, aguardando a Chapecoense dia 20, quinta-feira, no Mineirão. 

Depois, imagine o que nos aguarda na semana seguinte: domingo, dia 23, em Aracaju, encarando o Confiança.  Quarta, dia 26, Maceió, retomamos a disputa da Copa do Brasil, com o CRB, começando o jogo já perdendo por 2 x 0. Difícil. Mas jamais impossível. Estou apostando na virada!

E no domingo, dia 30, Mineirão, clássico contra o América.

Já pensou sairmos desta maratona vencendo todas e classificados na Copa do Brasil? 

É hora da sorte vestir azul!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

All Comments