O FIM DO MUNDO NÃO SERÁ HOJE À TARDE

  • por em 9 de maio de 2021

Bruno Haddad/Cruzeiro/Flickr

Classificando ou não, para a final do Mineiro, não será o fim do mundo para a Nação Azul. Estamos ainda formando um time, o que nos faltava há um ano e meio.

Lembra aqueles jogos em que o primeiro tempo acabava e a gente não saia do nosso meio de campo, trocando passes na intermediária até recuar para Fabio?

Esquece.

Temos agora um conjunto onde defesa e ataque dialogam. Escanteios e faltas são jogadas ensaiadas, tocando terror no adversário. Temos ainda limitações severas por causa do cobertor curto. Mas os resultados são animadores, mesmo em derrotas. Nota-se um grupo em formação, com peças entrosadas.

Domingo passado, o bom time do América foi o melhor teste que poderíamos ter. Vencíamos até os 40 do segundo tempo quando tomamos a virada e a gente ficou entre louvar os 80 minutos ou lamentar os 10.

Hoje teremos o tira-teima. De novo enfrentando equipe experiente, estruturada. Vitoria ou derrota, por diferença de um ou dois gols, será absolutamente normal. Saberemos festejar, com moderação, ou lamentar sem sofrimento.

A grande expectativa, quem diria, não é quanto aos 11 que entrarão em campo, possivelmente envergando a linda camisa dourada do centenário, que tive a honra de aprovar enquanto presidente interino do Cruzeiro. As atenções se voltam para o banco de reservas: queremos ver ali Marco Antônio, Stênio, Nonoca e o recém-chegado Guilherme Bissoli.

PS. Meu caro Felipe Conceição, se estivermos precisando, por favor não se acanhe de fazer substituições no início do segundo tempo. OK?

BATE PAPO NO QUINTAL

1. João De Deus Filho, nosso guru da racionalidade, como sempre em belo texto, começa por justificar seu epíteto, admitindo que os atleticanos ao invés de curtirem o seu bom momento, estão mais preocupados com o Cruzeiro. Com esse prólogo, imaginei que o TQBS/21Troféu QUINTAL do Bom Senso/2021 – tinha vencedor antecipado. Mas acabei frustrado. Inesperadamente, João De Deus muda de rota, chuta a razão pra escanteio, e compra passagem pra longo roteiro turístico de viagem na maionese. Em cada parada você não sabe se está na Terra do Nunca ou num Trem Fantasma: Torcedora cruzeirense que vai ao Mineirão ver a chegada do Atlético e grita “com toda alma, em alto e bom som: Galooooo. ” Ex atletas dos dois times que revelam: o nosso time treme quando enfrenta o Atlético (vimos isto no último jogo!). No fim, uma pérola:

“ Acho legal quando a mídia, principalmente a de fora, compara o que vai ser o nosso estádio com o Corinthians, que se tornou uma dívida sem fim, quase impagável. O nosso estádio vai ter 0 de dívidas, vai estar 100% quitado e será 100% do Galo. ”

Desculpe-me, meu caro condômino deste QUINTAL, mas posso ampliar os vaticínios?

  1. O sargento Garcia vai pegar o Zorro;
  2. Nossos políticos vão encontrar uma terceira via que nos livre da opção de escolhermos entre morrer decapitado ou enforcado;
  3. O Atlético vai provar que nesses cem anos foi maior que o Cruzeiro.

2. @atleticanochato após me acusar de ser, com perdão da palavra, “bastião da moralidade”, critica a anunciada desapropriação da sede administrativa do Cruzeiro, na rua Timbiras. E pergunta:

“Algum motivo para o MPMG querer aquele prédio em específico? ”

Tenho sido cobrado para opinar sobre tema tão importante para o nosso Clube. Mantenho silêncio até agora por falta de informações decisivas e confiáveis. Mas, paradoxalmente, a dúvida levantada pelo pleonástico @atleticanochato posso responder com segurança: é que o nosso prédio da rua Timbiras está em frente a uma importante base administrativa do Ministério Público, onde funciona a sua Associação, em edifício de mais de 10 andares. Na mesma rua e ao lado de nossa sede, estão instaladas várias Promotorias, entre elas a Criminal e da do Crime Organizado.

3. guioday rodrigues, de cara, dá paulada no blogueiro:

“Dalai desconhece a história do seu próprio TIMECO…” Tudo porque escrevi que a nossa tradição de lutar e vencer nos carimbou de “La Bestia”.

Professoral, guioday explica:

“Esse apelido veio dos chilenos quando o Colo Colo sofreu com seu TIMECO e não porque é um time temido. ”

Tratando-se de um dos mais respeitáveis condôminos deste QUINTAL, gostaria de oferecer a guioday, se pudesse, a oportunidade de apagar o que escreveu, tanto dos seus registros quanto dos nossos. Porque lamentavelmente ele deu tiro no pé.

Meu caro guioday, você acha que a fama de Lampião surgiu com apenas uma façanha? Que irmã Dulce fez apenas um ato de solidariedade para alcançar essa aura de santidade?

Assim também o Cruzeiro.

Quer que desenhe ou você promete consultar as nossas “páginas heroicas, imortais”?

4. Galo Doido New York, corajoso, desafia a sabedoria popular e anuncia que, sim, há almoço de graça; sem deixar a bola cair, avança contra a História: os 50 anos de bullying sempre lembrados pelo blogueiro “na verdade não passaram de alguns míseros dias” (???)

Que é isso, Galo Doido? Cadê o raciocínio cartesiano?

No final do texto um coquetel com “desapropriação do puxadinho” e “compra de juiz”…

Lamentável. Ainda bem que você tem gordura pra queimar.

5. saulo antonio melo siqueira chama à ordem o blogueiro: “É compreensível que a alma do torcedor fale mais alto que a sua própria razão. Mas ter um limite do razoável e da realidade é sempre bom para o coração”. Saulo, você tem razão. Procuro respeitar os limites de velocidade dessa longa estrada da vida… Mas às vezes, paixões e emoções aceleram sem a gente perceber. Conto com o seu radar.

6. Rei Melo falando em nome de milhões de torcedores: “gostaria que o técnico tentasses utilizar jogadores diferentes nas substituições…”

Este é o ponto! Aquelas trocas que só melhoram o adversário têm de acabar. E mais, como você também advertiu: se necessário, substituir no início do segundo tempo e não depois dos 30.

7. lucio soares, recorrendo à língua mater lembra que “ninguém pode dar o que não tem”. Em seguida, planta os dois pés no chão e crava: espera uma vitória do Cruzeiro, porém não com o placar necessário. “Faltam peças ofensivas capazes de nos brindar com gols. O brilho de um jogo não se repete no outro”.

Lucio, acho que você tem razão. Mas fico torcendo para, na terça, escrever aqui que estávamos equivocados …

8. Sem Paciência, um dos nossos mais tradicionais condôminos, inovando no QUINTAL: agora, quando ele encima o seu comentário com #NachoesmejorqueAlex” está prevenindo os leitores de que o texto é livre, descompromissado com a verdade, e se limita apenas a um exercício de criatividade do autor. Aí tá certo. Hulk até ganha pouco, pelos padrões internacionais… “A questão das dívidas tem vários ângulos…” Os ângulos ruins são do Corinthians e do Cruzeiro. O ângulo bom é do Atlético… Aos olhos imaginativos de Sem Paciência, olhar bem fixo, pensamento agarrado ao “Eu acredito”… pouco a pouco… débito vai virando crédito… sob as bênçãos do “Papai Menin”! Sem cachê para o mágico.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

All Comments