UM FIO DOURADO DE ESPERANÇA

  • por em 13 de novembro de 2020

Vinnicius Silva/Cruzeiro/Flickr

De onde menos se espera é que não sai nada mesmo!

A frase incorpora o anedotário popular, aplicada sempre com sarcasmo para consolar expectativas frustradas.

Mas, às vezes, de um mato que não sai coelho, há surpresas que a gente não imaginava.

Desta vez, a surpresa vem rotulada de Rafael Sóbis. 35 anos, escondido no Ceará, autor de ação judicial contra o Cruzeiro para cobrar 3 milhões, era carta fora do baralho até a semana passada.

Ainda não sabemos de qual cabecinha pensante surgiu o estalo de mexer com quem estava quieto lá no Nordeste. O fato é que está dando certo.

O veterano, hoje com entusiasmo de sub-20, brindou a Nação Azul com uma frase-compromisso que está reacendendo esperanças por todos os lados:

Vou enfrentar o maior desafio de minha vida!

Nesta altura do campeonato, quem faz uma confissão assim, espontânea, não está de brincadeira. Pelo contrário coloca a braçadeira de capitão moral, alistando-se para a linha de frente, encarando o que, quem e como vier!

Muitos que vinham criticando (tá velho, nunca foi craque, não acrescenta nada) foram tocados pela surpreendente declaração de Sóbis e passaram a acreditar nele. Quem sabe ele não será aquele mágico que possa acalmar a bola, perto da área adversária? É disto que precisamos para azeitar o ataque.

Saber jogar, ele sabe. E sinaliza a maior luta de sua vida, em campo.

A conferir daqui a uma semana, próxima sexta-feira.

Tenho certeza que vamos aplaudir!

BATE PAPO NO QUINTAL

1. Noticia animadora: grupos sociais estão se mobilizando para apresentar sugestões nos debates preliminares sobre o novo Estatuto. É assim que se devem promover reformas. O Prof. Luciano, relator do projeto oficial, não se julga dono da verdade e está sempre aberto ao diálogo o que é garantia de que deveremos ter um bom Estatuto, finalmente.

2. Marcelo e Rei Melo valorizaram a coluna de ontem descortinando novos e oportunos enfoques sobre os temas abordados: Ceni no Flamengo, Cruzeiro em geral e Rafael Sóbis. Em um grupo social, foi comentado que o Bate Papo “amassou a coluna”. Suspeito que tenham razão.

3. Declarações de jogadores após a partida são, em grande parte, tricô de vácuo. Nada se aproveita. Mas o goleiro Hugo, do Flamengo, que falhou bisonhamente no gol do São Paulo, fazendo 2 x 1 já na prorrogação, saiu dessa mesmice. Aconselhado por Rogerio Ceni a ir direto para o vestiário, sem dar entrevistas, o jovem resolveu encarar a situação:

Já deixei o campo em muitos jogos como o melhor da partida; hoje deixo como o pior, responsável pela derrota do meu time. Vou aprender com o erro e espero não o cometer mais.

Dizer mais o quê?

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

All Comments