DE OLHO NO QUINTAL DO VIZINHO

  • por em 20 de julho de 2020

O que você está achando das contratações do Atlético?

Tenho recebido muitas perguntas de companheiros de grupos sociais. Realmente, é um contraste que nos incomoda: de nosso lado, só notícias de novos débitos, dívidas pagas ou a pagar. Ameaças de novas cobranças.

O que mais me atinge, como um espinho na alma, é aquele jogador meia boca, que em campo só nos dava raiva, e agora, anos depois, ressurge cobrando cifras absurdas! Parece um artigo da Lei de Murphy.

Para juntar dinheiro pelo Cruzeiro, uma campanha brava, dia e noite, meses depois consegue arrecadar 400 ou 500 mil reais. Mas o craque de araque que veio aqui fingir que iria jogar futebol agora nos cobra 5, 10, 15 milhões!

E como nada é tão ruim que não possa piorar, vêm as dívidas com representantes daquele perna de pau: mais 2 milhões aqui, 5 milhões ali ….

Renovações de contratos, pela segunda ou terceira vez, e temos de pagar comissão para agentes e empresários? Cláusulas contratuais absurdas, contra o Cruzeiro. Sem acreditar no que está na nossa frente, a gente lê, relê e torna a ler, prá concluir que infelizmente são verdadeiras. Uma espécie de “bandidagem legal” contra a qual não temos como lutar. Temos de pagar! O dinheiro, que é tão custoso para entrar em nosso caixa, sai voando, loucamente, para jogadores e agentes dos quais a gente gostaria é de cobrar por tudo que não fizeram, jamais pagar!

“Engolir” esta situação, não é fácil. Mas acharam um jeito de piorar prá nós, com o nosso histórico rival anunciando todo dia uma nova contratação. De um maluco, já ouvi que estão hoje com time para a Champions Legue!

Confio mais no time que a dupla Enderson Moreira e Ricardo Drubsky está formando na Toca 2. Devagar. Comendo pelas beiradas. Pé no chão. Sem loucuras. Sem procurar entrar em manchetes todo dia! Não falem prá ninguém, mas já estou sonhando com a Copa Brasil neste ano! Fiz até duas apostas. Faço a terceira, se alguém topar.

E aí, amigos, nós vamos comemorar sem dó nem piedade! Não perdoando nem os “afogados”!

Mas voltemos ao Atlético e suas contratações anunciadas como se fossem craques que, por um incrível descuido de Barcelona e Real Madri, não foram para a Espanha e vieram parar em Vespasiano. Em 1994 tentaram coisa parecida, com a Selegalo, mas isto será tema de outra coluna. Vou apenas recordar que mesmo formando a “seleção”, naquele ano o Atlético não conseguiu ganhar nada, nem o campeonato mineiro, vencido pelo Cruzeiro, invicto.

Agora, com esta Selegalo-2, confesso não ter a isenção necessária para opinar. Em qualquer situação, mesmo sabendo que as razões estão do outro lado, sou Cruzeiro. Os motivos, neste caso, estão no coração e ponto final. Por isto, ao invés de dizer o que penso, o que seria suspeitíssimo, vou reproduzir coluna do jornalista Jaeci Carvalho, publicada no Estado de Minas, dia 16 de abril último, quando as contratações do Atlético estavam apenas começando. O cronista ouviu Muricy Ramalho que alertou sobre o “risco Sampaoli”.

Chega mandando em tudo, pede um monte de contratações e não entrega o prometido. Afirma o colunista:

“O alerta de Muricy é baseado em tudo o que Sampaoli fez no Santos, onde mandava mais que o presidente, exigindo a contratação de 17 atletas, vários estrangeiros que nem sequer usou. “O técnico é empregado do Clube, e não dono. O Sampaoli se comportou dessa maneira e, com isso, o Santos errou demais nas contratações”, diz Muricy. ”

Gente, não é rogar praga ou olho gordo, nas este Muricy sabe das coisas!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Notícias