SHOW AZUL NA ARENA MRV!

  • por em 4 de fevereiro de 2024

Cruzeiro / Flickr / Reprodução

42.585 torcedores (recorde) vaiando o Cruzeiro. Tudo contra. Só o céu a nosso favor.

O Atlético venceu o jogo durante a semana, com a imprensa cravando goleada e endeusando o trio imarcável: Scarpa, Hulk e Paulinho. Nós vencemos no sábado, com a bola rolando.

Era quase impossível. A superioridade técnica atleticana é muito grande, proclamavam. Pra qualquer lado que você olha, só vê craque. Inclusive no banco. O Cruzeiro, apenas esforçado, não tinha chance. Esperava-se um massacre.

Mas, “lambari é pescado, futebol é jogado”. A bola passa pelo gramado sem olhar para o dono dos pés que a tocam: figurões ou juniores, não importa. Vale a física e suas leis no giro da bola. Larcarmón foi eleito o melhor em campo pela paciência que soube impregnar no time na primeira meia hora de jogo, pra suportar a esperada pressão. Passada a avalanche, começamos a respirar, jogar, e não paramos mais. O meio de campo azul, que gerava tanta expectativa, deu conta do recado. Este blogueiro apostava na dupla Lu-Lu e estava certo. Lucas Romero apontado por muitos comentaristas como o melhor em campo. Excepcional estreia.

BATE PAPO NO QUINTAL

1. João Pedro – jovem de 20 anos vindo das divisões de base, entrou no início do segundo tempo e fez gol antológico aos 39 minutos. Disputou e roubou uma bola rápida ainda na intermediaria do Cruzeiro, dominou, passou por um primeiro marcador e partiu reto para a meta de Everson. Três corriam desesperados atrás dele. Prosseguiu, firme, decidido. Antes de entrar na grande área e vendo a saída do goleiro, bate seco, forte no seu canto esquerdo. Golaço.

2. Comovente – Enquanto a torcida única, atleticana, vaiava o time após o jogo, alguns promoviam depredações no estádio, outros ameaçavam invadir, jogadores do Cruzeiro se reuniram no centro do campo e se dirigindo ao setor onde ficamos na primeira partida, passaram a fazer a famosíssima saudação Vicking. Estavam endereçando a mensagem aos 10 milhões de corações azuis. Muita gente não segurou as lágrimas.

3. Foi bom, mas podia ser melhor – A não ser as tentativas de gol olímpico, e aquela que resultou no primeiro gol, não cobramos nenhum outro escanteio com perigo. E foram mais de dez. Assim também as faltas e os chutes de fora da área. Alô, Larcamon, vamos treinar mais? Estas são armas eficientíssimas que podem desatar partidas complicadas.

4. Outra falha: precipitação, falta de controle emocional, levaram dois jogadores nossos a tomar o que se chama “cartão bobo”: nosso herói Zé Ivaldo no meio do primeiro tempo por retardar a cobrança de tiro de meta do goleiro do Atlético; Arthur Gomes, pelo mesmo motivo, na cobrança de um lateral. Assim, por bobagens, ficaram pendurados e num jogo tão disputado corriam o risco de expulsão. Ainda bem que não sou técnico do Cruzeiro. Comigo Zé Ivaldo, dependurado, não voltaria para o segundo tempo.

5. Imbróglio jurídico – Juiz, Promotor e Defensor Público de plantão sábado na Arena MRV ficaram em dúvida se abriam ou não processo contra Marlon por “lesões psicológicas”. Sem tocar na bola nem no adversário. Só com o gingado do corpo, tirou Zaracho da partida, aos 14 minutos do primeiro tempo.

6. Rei Melo diga-nos por favor o que sentiu vendo a Area MRV tomada inteiramente por atleticanos, lançando desde o primeiro minuto gritos homofóbicos contra o nosso goleiro Rafael Cabral e ele, com três milagres, evitando o primeiro gol do Atlético. Não precisamos ser especialistas pra imaginar o esforço mental que deve ter feito durante o jogo inteiro pra blindar-se mentalmente daquelas ofensas contínuas, criminosas, mantendo a segurança na meta. Isto é pra poucos. Requer ajustadíssimo preparo físico e mental.

7. Fernanda Hermsdorff – não conhecia esta grande cruzeirense de nossas redes. Análise perfeita do jogo. Fiquei fã. Sobretudo pelo batismo que fez da Arena MRV: Toca 4.

8. Hulk – está voltando ao tempo das faltas “estratégicas” e ao trabalho auricular junto ao árbitro e bandeirinhas. Não para um minuto. Sempre tem o que falar sobre qualquer marcação do juiz. Teatralizou de forma bisonha uma “falta” que teria sofrido de Marlon e conseguiu pra ele um cartão amarelo. Lamentável que nem todos os árbitros conheçam um pouco das Artes Cênicas. No final, já não suportando mais, o juiz deu cartão para o Hulk.

9. Dinneno – Desculpem-me, Larcarmón e quem pensa diferente, mas com ele em campo jogamos com dez. É um “dimenos”.

10. Kris Bretas, advogado que, no meu tempo, representava com absoluta eficiência o Jurídico do Cruzeiro, envia mensagem:

“Muito se discute qual é o melhor modelo de negócio das arenas no Brasil, mas pra mim está claro que é a Arena MRV. Afinal, o Cruzeiro se tornou o dono do estádio sem gastar um real!”

11. Observando de longe vê parcialidade do blogueiro ao condenar em manchete a retirada de portas dos banheiros na Arena MRV e silenciar quanto à depredação provocada no estádio por parte de torcedores azuis. Você tem razão, sobretudo porque uma violência não justifica outra. Mas há um detalhe valioso na análise das culpas: quem começou? Quem atirou a primeira pedra?

12. Luiz Barcelos aumenta o arsenal cruzeirense:

“… A baixaria movida pela diretoria atleticana provocou a reação, exaltada, da torcida do Maior de Minas…”

Sem qualquer dúvida. Os atos de um lado e de outro são condenáveis, mas aconteceu ali, pela má administração, o inevitável fenômeno de “causa e efeito”.

13. Bruno recorda que é do tempo das torcidas rivais presentes no mesmo estádio e havia uma convivência no mínimo tolerável. Também vivi esse tempo. Dá saudade ante a atualidade bem retratada por Bruno:

“Hoje o desrespeito é evidente, acontece dentro de casa, nas famílias, dentro de condomínios, na escola (alunos agridem professores), no trânsito, num simples debate por pretensões e preferências políticas, não que isto não existia antes, mas hoje está além da normalidade.

Estamos desaprendendo a viver em sociedade, desaprendendo o significado de socializar, vide exemplo aqui no Blog.”

Alguém pode contestar? Este tema tem sido recorrente em meus contatos com filhos e amigos. Da troca de ideias, impressões e experiências, temos chegado a algumas conclusões: 1. Devemos nos policiar mais, atentos às nossas imperfeições conhecidas; 2. Há temas que são barril de gasolina. Não abra e não deixe que abram caixas de fósforo; 3. Tal como numa discussão, a tempestade nunca chega de repente; primeiro o céu escurece e um vento diferente começa a bater no seu corpo. Você sabe que vai chover… Agasalhe-se antes. Mude o rumo da prosa.

14. Zezinho leva o blogueiro ao corner:

“Soa, no mínimo prepotência (pra não dizer arrogância) querer colocar toda culpa das ações, de fato constrangedoras e irresponsáveis por parte dos diretores do Atlético, no último encontro dos dois times na Arena MRV…”

Censura, em seguida, expressões com que o blogueiro se referiu ao Clube e sua diretoria pelos episódios ocorridos no estádio e encerra com um lugar comum, sempre utilizado pelos atleticanos: a diferença abissal nas quedas para a Série B entre Atlético e Cruzeiro.

Meu caro Zezinho, você não foi o primeiro a condenar os termos fortes usados no Blog para classificar os atos praticados pelo Atlético. Mas pense com calma, será que exagerei? Óbvio que parte da torcida cruzeirense também errou ao depredar cadeiras. Mas veja a grande diferença entre os dois atos: um, pensado, planejado, executado por profissionais marceneiros, dias antes do jogo, retirando portas dos banheiros; outro, a explosão, no calor da revolta, ante o inesperado absurdo visto no estádio.

Quanto à forma diferente com que caíram para a B, não cometa, por favor, a frequente injustiça dos caolhos, julgando semelhantes os fatos apenas pelo igual resultado.

O Atlético caiu ouvindo o hino do time, regado a lágrimas da torcida. “Uma aula de civilidade, em campo e fora dele, sem quebrar ou colocar a culpa em ninguém, em nada…” O mundo inteiro se comoveu. O Cruzeiro caiu depredando estádio e imediações do Mineirão.

Agora troque a forma com que caíram. Imagine seu Atlético assaltado pela própria diretoria, vindo à tona, diariamente, escândalos pavorosos, um desmando atrás do outro… Você cantaria, chorando, o hino do seu time?

15. João de Deus Filho – nosso Guru da Racionalidade (ainda!) continua exagerando no bom vinho tinto que acompanha o peixe no almoço, entrega-se depois à confortável poltrona, cerra os olhos e já está de mãos dadas com Alice…

“… Alguém mandou uma pergunta (ao Ruben Menin) e eu adorei a resposta. Perguntaram pra ele: Menin, como o Atlético planeja pagar o restante da dívida do Clube?

Resposta do Menin, que me fez arrepiar: “Você está desinformado. O Clube Atlético Mineiro não tem dívida nenhuma. Eu tenho. Quem tem que se preocupar sou eu.”

Que maravilha”,

Meu caro João de Deus, mais uma vez lembro a você: Papai Noel não existe, assim como almoço de graça.

Menin quis dizer: O Atlético não tem mais dívida… nem patrimônio. Tudo está comigo!

16. São Paulo, campeão da Supercopa, no Mineirão – Rafael, nosso ex-goleiro, eleito o melhor em campo, pelo que fez durante o jogo e nas cobranças de pênaltis. Pegou dois, definindo o título. Nikão entrou substituindo Lucas Moura, mas só ficou até o final do primeiro tempo. Recebeu 12 bolas e aproveitou duas. Mais ou menos o que “não fazia” no Cruzeiro.

GARIMPO

“Um pouco de desprezo poupa muito ódio.”

(Jacques Deval)

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

All Comments

Subscribe
Notify of
guest
42 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Postman

Show do Sub-20 na Toca 4!! Os bois cansados não aguentaram a correria…
E tem franga que já está reclamando do estádio…
Boa Semana a Todos!

Jamicel

Bom dia, Dalai!

A atuação do Cruzeiro mostrou que uma boa defesa compensa algumas limitações técnicas! Fomos sólidos o jogo todo e aproveitamos as oportunidades surgidas, principalmente no segundo gol, que surgiu de um corte de escanteio e um contrataque mortal !

Em relação ao jogo do São Paulo, louvo as palavras do Alisson também!!! Exaltou a gratidão e o amor ao Cruzeiro, mesmo jogando en outro clube!

Um abraço!

Zezinho

Bom dia!
Entregue, “nas cordas”, devo reconhecer a merecida vitória do CSA/MG!
O time, sob o comando do atento novo técnico, demonstrou jogar por um empate desde o início! Contudo, como “quem está na chuva é pra se molhar”, e não deixando de reconhecer o mérito do time, aproveitou 02 oportunidades contra o “velho e cansado” time do Galo, incluindo aí, seu “jurássico” técnico que, de forma bisonha, continua insistindo em colocar o boi cansado “Edenilson”, no meio campo, preterindo o jovem e bom jogador Rubens, ou até mesmo o combativo Alan Franco!
A permanecer “tudo como dantes no quartel de Abrantes”, não há como não ter mau presságio do que nos espera a temporada 2024…
Parabéns aos azulinos pelo primeiro título de 2024: “ganhei do Galo, DE NOVO, na Arena MRV”!!
Sds……

CidinhoBolaNossa

Torcida do ASA-MG voltou com as desculpas, agora seria um time de dinossauros que não prestam. kkkkkk

Zezinho, vc foi ao C de Z? Saiu depois do segundo gol?

Rei Melo

Dalai ,,, quanto ao desrespeito da torcida freguesa, venho a dizer so uma coisa leia os comentários ai d blog escritos pelos patéticos, o palavreado deles e do imbecil do Eduardo Ávila , esse então … incentiva isso descaradamente , não sei como um jornal da espaço a um idiota destes, quando a culpa da derrota não é o juiz , o Putin, o Saddan Hussein ou o Mickey mouse .esse babaca fala que é antijogo e claro o juiz kkkk porra o timeco dele ta uma merda .
Eles mesmo jogaram coisas no campo.. quebraram coisas e claro demostraram pq são patéticos e claro com o apoio desse babaca ai do jornal incentivando e despejando ódio.
Velho bobo e Otario.. Aprende a perder ….
Quanto ao goleiro…O Sr sabe que não sou somente eu que acho ele um bracinho de jacaré..
Jogou bem , defendeu uma bola bem , mas não confio nele não…
no mais Dali…
Deixa o Choro livre,,, a culpa foi do juiz…..Doi menos…

JCSR

Concordo com você. Li a coluna do barbudo e é indescritível a não aceitação do mesmo da superioridade do adversário. Sempre tem desculpas sendo a principal o juiz, Ridículo, como sempre foi!
* PS : acho que o Otávio tá procurando o João Pedro até agora, assim como o João de Deus tá procurando a Alice, em busca de apoio.

Paulo Augusto

Esse barbudo é um lunático. Menospreso, soberba, separatismo, desrespeito… Quanto mais a idade avança, pior ele fica.

E olha que tem até atleticanos de bom senso lá, que o chamam a atenção.

O cara provoca ódio entre as partes. Desagregador…

Só elogios…

Galo Jacaraipe ES

Ô Dalai….será que ninguém percebeu que o Felipão é cruzeirense ? Que enquanto ele estiver a frente do time, o Galo não vai ganhar do cruzeiro nunca ? Me atrevo a dizer mais : O galo não vai ganhar nada. A Amizade entre o Felipão e o Ronaldo é inabalável…. Só a diretoria do Atlético não enxerga isso…..

Paulo Augusto

O Jemerson também…. E olha que nem fez gol dessa vez kkkkk

Roberto

O velho barbudo é esquizofrênico. Só escreve MERDA. Menospreza TUDO . Dá pra rir,rir,rir

Afoncio

Esse tal de Ávila o franga mor é um verdadeiro palhaço e revolucionário. O tal jornal deveria afastá-lo. A velhice piorou muito esse sujeito mal educado e ignorante.

Observando de longe

Boa tarde a todos!

Parabéns ao cruzeiro pela vitória indiscutível no jogo do último sábado. É como eu já tinha escrito da última vez aqui. Essa é a magia do futebol!

Confesso que fiquei um pouco surpreso com a comemoração pela cidade. Carreatas, passeatas, fogos de artifício, gritarias madrugada a dentro. Mas não há como censurar a alegria dos cruzeirenses por ter vencido o Galo. Pela segunda vez consecutiva! Dentro da Arena MRV! Vitória maiúscula que equivale a um título, dos mais importantes! É como se o seu time tivesse ganhado de um grande da Europa. Como não ficar eufórico? Parabéns, cruzeirenses. Curtam esse momento porque, depois de tanto sofrimento, vocês merecem!

E os manés da torcida do Galo que jogaram objetos dentro do campo e brigaram entre si só servem para demonstrar que a imbecilidade não tem camisa. Na verdade eles usurpam as camisas dos clubes para poderem se disfarçarem de torcedores. Precisam ser identificados e banidos por longos anos dos campos de futebol. Na reincidência, banidos para sempre. Se cometerem atos muito graves, cadeia! Que é lugar de bandido! Vista a camisa que for! Não dá para passar pano para esse ou aquele por causa da camisa que veste. São todos bandidos. Banimento e cadeia! Só assim poderemos ter paz nos estádios novamente.

A esse propósito, contribui bastante para a tolerância zero com essas atitudes, as pessoas de bem não ficarem passando pano para esses marginais. Nesse sentido, me preocupa o Dalai ficar tentando justificar as atitudes criminosas de elementos vestidos com a camisa do time dele no primeiro jogo na Arena MRV. Ao mesmo tempo em que ele admite que “uma violência não justifica a outra”, apela para o infantil e famoso argumento: “foi ele quem começou”.

Ora, Dalai, não ofenda a nossa inteligência! Não vi ainda nenhum atleticano defendendo as atitudes da diretoria do Galo na ‘preparação’ para aquele jogo. É certo que a quebradeira já estava sendo tramada com antecedência e alguma coisa precisava ser feita. Mas a diretoria poderia ter investido em um número maior de seguranças, em câmeras de reconhecimento facial para identificar os marginais, entre outras providências. Meteram os pés pelas mãos, essa é a verdade. Mas não há também nenhum ingênuo que acredite que se o Galo tivesse estendido tapete vermelho para a torcida adversária, seria poupado do quebra-quebra que ocorreu. Claro que não! Portanto, as medidas da diretoria do Galo forneceram apenas um álibi mixuruca para os baderneiros. O que eles fizeram, fariam de qualquer forma e não adianta passar pano para isso. Precisa ser condenado com veemência. E não ficar buscando atenuantes.

Nessa mesma linha, o Dalai prossegue passando pano para os marginais que quebraram o Mineirão quando o time dele foi rebaixado. Naquela ocasião, a culpa era dos diretores que dilapidaram o clube… Dalai, você nessa história, se parece com aquele pai e aquela mãe que vive passando o pano para seu filho pequeno quando ele bate no coleguinha, quando ele inferniza a professora e a escola, quando ele desafia a autoridade dos pais. Sempre tem uma justificativa para ‘o meu pequeno’. Depois, quando a criança vira adolescente, descobrem assustados que criaram um monstro. Não entendem por que ele foi para as drogas, para o roubo, para o inferno. Tudo isso porque ele não foi censurado e corrigido com o vigor que era preciso no tempo certo. Sempre tinha uma justificativa para atos injustificáveis. O que os cruzeirenses fizeram no Mineirão quando o time caiu, não tem justificativa, não tem explicação. Simples assim. Talvez apenas o baque insuportável pela arrogância de quem se considerava ‘incaível’, de quem achava que ‘nem Deus rebaixaria o cruzeiro’, de quem ostentava a faixa de ‘desde 1921 na primeira divisão’. Deveriam agora, ajustada a faixa, apresentá-la contendo ‘desde 2023 na primeira divisão’…

Por fim, o Dalai, na comemoração do títul… ops, da vitória de sábado, não percebeu que seu anjo da guarda saiu para buscar um tampão de ouvido para aguentar a barulheira, e tascou essa para o João: “Menin quis dizer: O Atlético não tem mais dívida… nem patrimônio. Tudo está comigo!”

Mas ora, Dalai. O Galo mantém 25% da SAF e, portanto, 25% de todo o patrimônio da SAF. Além disso, manteve também os clubes sociais, a sede e alguns terrenos. E o cruzeiro? Além dos 10% obrigatórios da SAF, qual é o patrimônio que restou? Nada? Sério? Bom, pelo menos ficou livre das dívidas, não é mesmo? O quê? O Ronaldo levou o patrimônio e deixou as dívidas? O cruzeiro continua com aquelas dívidas impagáveis? Quer dizer que se o Ronaldo sair, tudo volta como antes? Bom, se o Menin sair, quem entrar no seu lugar tem que levar a dívida junto… Rezem para o Ronaldo continuar então…

No mais é isso. Por fim, o Garimpo da semana: “Times grandes comemoram títulos; times médios comemoram vitórias”. Parabéns, São Paulo pelo título que faltava. Logo, logo, o Galo completará sua coleção também. Quem viver, verá! Rumo ao Penta!

Lucas Moreira

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. O atleticano alegra muito a vida do cruzeirense.

Observando de longe

Que bom! Achei que só a gente que se divertia com vocês! Seja bem vindo ao quintal dos Atleticanos! O próximo.

José Antonio

Que textão quilométrico para o Dalai responder. Quando virar filme você me fala?

Observando de longe

Tá interessado, né? Eu entendo, filminho é mais fácil do que ficar lendo. Inclusive dá até dor de cabeça. Pode deixar que eu aviso, tá? O próximo.

Paulo Augusto

Quando vi os resultados da última rodada, empate com o Vila e goleada sobre o Democrata…. Abri o sorriso, era os resultados que precisávamos antes do jogo, despertando mais soberba nos galináceos e sangue nos olhos do Cabuloso. Afirmei aos quatro cantos que iríamos ganhar.

Não deu outra.

Paulo Augusto

Desculpa meu caro observando. Respondi sem ler. Depois até tentei ler, mas tem muito choro.

Falando sério, tem todos os tipos de elementos em toda torcida. Mas cabe aos dirigentes a maior responsabilidade em conduzir as situações. E no primeiro jogo foi vergonhoso como trataram a torcida visitante.

Agora me vem com essa de torcida única, assinando um atestado de incompetência onde o dito estádio mais tecnológico da América, não tem condições de receber torcida visitante. No Mineirão, pode né?

Essa atitude é mais uma a incentivar a intolerância entre as torcidas, esquecendo que somos apenas rivais e não inimigos.

Essa tamanha falta de respeito, infelizmente, é marca registrada a tempos das diretorias atleticanas. Um verdadeiro tiro no pé.

Dentre outras, entre birras e pirraças, até me recordo do buraco de tatú que o antigo Kalil chegou a cavar no Mineirão.

Respeito, antes de tudo, tem que vir de quem comanda.

Essas bizarrices beiram a chacota.

Abs

Lucas Moreira

A dor que o atleticano está sentindo com essa segunda derrota no puleirão é impressionante! Como estão sentidos com uma mera partida de terceira rodada de ruralzão. E ainda não conseguem ver méritos da equipe em formação comandada pelo Larcamon. Agora depois desses 3 anos de bonança bancada pelo papai menin realmente vemos que o que eles sempre apontaram como “falta de humildade e arrogância celeste” era tudo mais um caso de “FREUD EXPLICA”. Quando Pedro fala de Paulo…

Paulo Augusto

Desse jeito. E agora eles tem que engolir um TABU de nunca terem vencido e sequer ter feito um gol no maior rival em seu pleno estádio.

Mas tenho que dar o braço a torcer, até que gostei dessa Arena, mesmo com os inúmeros pontos cegos.

Isso ainda vai dar Usucapião kkkkkkk

CidinhoBolaNossa

Vencemos o ASA-MG pela segunda vez seguido na C de Z. As cocotas pagaram pela conhecida empáfia, sempre ganhando na véspera. kkkkkk

Mais alguém achou o gol do João Pedro parecido com os gols que o Ramires fazia pelo Maior de Minas?

Paulo Augusto

Parecido, não. Melhor! O cara engatou 34 km/h adiantou a bola com perfeição, levantou a cabeça e bateu consciente.

Uma pintura.

Augusto

Isto mesmo CSAZenses, comemorem a vitória, vamos ver quem vai comemorar o Titulo, este é que importa.

Paulo Augusto

Nobre Augusto, conseguiu achar o caminho de casa tranquilo? Fiquei sabendo que um tal Otávio e mais dois, passaram correndo em Sete Lagoas procurando um tal de João Pedro kkkkk

JCSR

Uai, até há pouco título não importava . O que valia era a paixão !!

José Antonio

NOTA DA COPASA

DEVIDO A CHORADEIRA DOS ATLETICANOS NOS ÚLTIMOS DIAS OS RESERVATÓRIOS DE ÁGUA DE BELO HORIZONTE E TODA REGIÃO METROPOLITANA ESTARÃO CHEIOS ATÉ O FINAL DO ANO. NÃO SERÁ MAIS NECESSÁRIO O RACIONAMENTO DE ÁGUA NESSA BACIA HIDROGRÁFICA .

A DIRETORIA.

Augusto

Bom dia a todos !
Após algumas semanas de férias, retornamos com essa tarefa gratificante de informar as boas novas do CSA-MG.
1 – No Campeonato Mineiro que não valia nada, mas agora tá valendo muito, o CSA-MG, deu um show no Galo e só não ganhou de 6 a 1, porque teve humildade.
Quem viu o jogo, jura que se o João Pedro entrasse antes o placar seria de 9 a 2, fácil,fácil.
2 – A quantidade de foguetes que explodiram no sábado , além da buzinas dos automóveis, após a peleja indicava o quanto a torcida azulina dá valor a esse campeonato de 2024, que sem dúvida vai ser o mais importante do século.
3 – Toda a imprensa da Coréia do Sul continua exaltando a vitória desse fenômeno azulino. Os jornais de hoje estampam na primeira folha :这就是我们认识的CSA!吸鸡巴!
Que em rápidas palavras quer dizer : Esse é o CSA que conhecemos! Chupa Galo !

E aqui nos despedimos, prometendo voltar a qualquer momento com novas e emocionates notícias sobre o CSA-MG e suas páginas heróicas imortais, seja no futebol, volei, basquete, futsal, purrinha e outras modalidades.

Centro de Divulgação de Coisas boas do CSA-MG Pruuuutititi Aqui é Galo

Paulo Augusto

Agora sim , nobre Dalai e frequentadores do blog

Cruzeirenses e Atleticanos.

Mensagens sem baixarias. Brincadeiras com respeito.

Independente se está tendo filtragem ou não, parabenizo a Todos.

Aí sim, dá gosto de ler.

Show

Marcelo

Como se não soubéssemos quem, de fato, é você… mas tudo bem, se o nível continuar assim. Eu NÃO acredito! A conferir ao final do campeonato da roça, aquele que não vale nada… quer dizer, aquele que eu achava que não valia nada.

Paulo Augusto

Opa…. Caro Marcelo.

Está me confundindo? kkkk… Sou genuíno e dou minha cara a tapa. Detesto fake e se o Dalai tiver como detectar na filtragem de e-mails, ele pode confirmar.

Mas personalismo não importa e sim as ideias lançadas, não importando de quem venha.

Que o blog continue assim. Aí dá gosto ler e interagir.

joão de deus filho

Bom dia a todos.
Hoje sou obrigado a dar mãos à palmatória.
O torcedor azul tem todos os motivos do mundo prá estar feliz e com justa razão.
Vencer o Galo na Arena, com clima totalmente contrário é um fato que realmente merece ser comemorado.
Eu estava lá.
Fiquei feliz com a festa da torcida e toda a beleza que o estádio nos proporciona.
Estive na Arena do Palmeiras em dezembro, fui ver Paul McCartney e pude sentir a imensa diferença do nosso estádio praquela arena que é considerada uma das mais bonitas e rentáveis do Brasil.
Nosso estádio dá de 10×0 nela.
Tudo caminhavaa prum dia perfeito.
Mas, o time do Galo avacalhou tudo.
Quando o jogo começou e logo de início eu ví aquelas saidinhas de bola no tiro de meta, eu já fiquei preocupado.
Será que só eu que penso que aquela saída não tem nada de produtivo e quase nos mata de susto (já aconteceu algumas vezes)???
Interessante é que, depois que o CSA-MG fez 2×0 mudaram a saída de bola nos tiros de meta.
Mas, vamos ser francos.
Foi uma derrota merecida.
O duro foi aguentar no domingo, o cheiro que naftalina que inpregnou a cidade.
Mas, é o preço que pagamos pela derrota.
Um dia (ou dois) é da caça.
O outro é do caçador.
Nosso dia vai chegar.
Estaremos lá, junto com o Galo.

Paulo Augusto

Está certo. Futebol tem que ser só alegria e nada mais.

Por outro lado, também tenho que dar o braço a torcer. Sempre vi essa Arena como um novo Independência. Mas até que ela é muito boa…. Alguém sabe quando vamos jogar lá novamente?

Evaldo Otto

Bom dia !!!… corrida de cavalo…o AZARÃO ganhou ?… sorte…o AZARÃO ganhou de novo ?….olho nele !!! …o AZARÃO ganhou pela terceira vez?…. APOSTE no AZARÃO !!!

Carlos Henrique Teixeira

O atleticano médio apanhou muito na vida, estes últimos 3, 4 anos irritantes que estamos vivendo foram praticamente 110 anos deles e cá entre nós é uma bosta, eu até parei de maltratá-los entendendo ser uma punição em vida.
E por qual motivo eles cresceram e com méritos superaram o Bahia, Guarani, Coritiba, Atlhético, Santo André, Paulista, Criciúma dentre outros em números de títulos nacionais? O Cruzeiro saiu de cena, junto da saída do Cruzeiro, se foi o medo de ter que se comparar ao clube grande da cidade. Sem o Cruzeiro eles ousaram tentar crescer.
O atleticano parece usuário da Samsung que há cada micro oportunidade vem justificar os motivos pelo qual ele é melhor que o IPhone. Desde a nossa queda o Atleticano espera um massacre em algum desses clássicos, sonha em devolver o 6×1 para não ter que apelar para o exotérico 9 que jamais existiu.
O jogo era de terceira rodada do rural, eles fizeram uma mobilização de final de mundial, até os donos do clube foram lá para dizer a importância, garantiram que só teriam atleticanos, mudaram o protocolo e retiraram o escudo do Cruzeiro do campo, impediram youtuber narrador de entrar e no final perderam mais uma vez para o atual clube em fase de reconstrução mas ainda sim o velho Cruzeiro que o assusta.
Agora, invertem e falam que não ligavam pro jogo, que estamos comemorando como título e todas estas bobagens da mente atleticana, mas não adianta, por mais que tenham vindo alguns títulos para o lado de lá e estes tenham embaralhado a mente de quem “só tinham uma paixão” eles continuam com o Samsung na mão enchendo o saco de quem tem IPhone.
Bom dia nação azul, texto pra encerrar este breve retorno por motivos especiais. Fiquem com Deus!
Blog do kallil Indelicada.

Augusto

kkkkkkk Menos Maria.
O que uma vitória não faz kkkkkk
O mais importante é que vão continuar tri segundinos e ainda vão ficar na fila por títulos, pode esperar.

Fala Sério!

kkkkkkkkkkkkk. Torcedor de IPhone!!!!

Seria o tal da piada pronta?

Vai IPhone, ganhar o brasileirooo, ganhar o brasileiroooo!!!

Âo Âo Âo, Samsung é segunda divisão!!

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Piada pronta!

Fala sério!

Paulo Augusto

Perfeito!!! Kkkkk

Carlos Henrique Teixeira

Os únicos atleticanos que foram embora tranquilos da Arena MRV foram aqueles que ficaram no ponto cego. Afinal, obviamente, eles não assistiram ao jogo e não viram a derrota do Galo para o Cruzeiro.
A reportagem do Olé do Brasil ainda estava no estádio quando as luzes começaram a se apagar. Nesse exato momento, foi possível ouvir gritos: “acende aí, acende aí, quero ver o Hulk”. Eram os atleticanos no ponto cego achando que o jogo ainda estava rolando.
Fizemos a boa ação de informá-los sobre o término do jogo, mas sem citar o resultado. Como recompensa, recebemos uma boa declaração para a matéria.
“Pela quantidade de mensagens que estou recebendo no WhatsApp, acho que o jogo realmente já acabou como você disse e pelo jeito perdemos. Fico feliz de não ter visto nada, tudo tem um lado bom nessa vida”, disse Chicken Little, torcedor atleticano.
A verdade é que o Atlético-MG está tão mal que logo todo atleticano vai querer ficar no ponto cego só para não ver o time jogar.
Olé do Brasil

Carlos Henrique Teixeira

“O Athletic tem que ‘meter’ ao menos quatro (gols) no Galo. O Galo com o Hulk, aquela bunda gorda que não faz nada. O time do Galo não vale nada. O Athletic vai passar o cerol. Porque o Galo, hoje, é a vergonha de Minas. (…) Eu falei que o Galo vai matar os atleticanos de raiva e de febre. Valeu, Athletic!”

Nivaldo Andrade, prefeito de São João del-Rei

Zezinho

Poxa, o que uma “vitória” causa nas pessoas!!! Sobretudo, àquelas que, nos últimos 05 anos, conquistaram, apenas, UMA SÉRIE B, mesmo participando 03 anos consecutivos da referida série!! Aparece “gente de todo lado”, nomes nunca antes vistos por estas plagas, para tentar justificar que “continua grande, arrogante, que é um “Iphone” (esta foi a melhor!! kkkkk…). Tudo isto só demonstra uma coisa, ao contrário do que se prega; ganhar do Galo é a “glória eterna” para o arremedo de time que se tornou o CSA/MG, outrora cruzeiro! Mas estão nos seus direitos, comemorem mesmo, bastante, efusivamente, pq daqui uns dias a realidade bate à porta e tudo retorna ao normal!

Augusto

Falou tudo. Nada como um 08/12/2019 pra fazer essa turma voltar ao mundo real.

Paulo Augusto

Nobres Augusto e Zezinho.

Aceitem que dói menos.

Levaram uma surra de um time em construção e com tendência a melhorar cada vez mais.

Que 2019 e 2004 fiquem para trás e jamais voltem para nenhum de nós.

Saudações!