AMANHÃ, MINEIRÃO OUTRA VEZ!

  • por em 30 de junho de 2022

Cruzeiro / Flickr / Reprodução

Vila Nova, de Goiás, às 21h30, outra batalha no caminho de volta. Desta vez, por favor, menos sofrimento. Terça-feira mostramos novamente um time em evolução, ajustado no meio campo, especialmente por causa de Daniel Junior e Wiliam Oliveira, mas que peca bisonhamente nas finalizações inofensivas, sempre nas mãos do goleiro. Treinamentos de chutes a gol, a curta e média distância, podem melhorar nosso aproveitamento evitando sufocos como esse. O placar mínimo traz o risco permanente de empate e até de virada. No primeiro tempo amassamos o Sport e incorremos no pecado de sempre: finalizações descuidadas, chutes fracos. Poderíamos ter feito mais 2 ou 3 gols. No segundo tempo a toada mudou com as mexidas do adversário, ganhando novos pulmões. Em dois ou três contra-ataques, só não tomamos gol por milagres, um deles feito por São Rafael.

Nem sempre precisamos passar por isto, bastando o acerto razoável de pontaria, já que o time apresenta visível melhora no meio de campo e defesa.

Quem sabe amanhã, com o Mineirão dando novamente aquele espetáculo, a gente mostra que a artilharia foi calibrada?

BATE PAPO NO QUINTAL

1. Cruzeiro x Sport – Quase 40 mil torcedores, na noite fria de terça-feira, deram outro show nas arquibancadas do Mineirão. O tempo todo motivando o time, mesmo quando o caldo parecia engrossar. Mais três pontos pavimentando o caminho pelo qual esperamos voltar à Série A. No final da partida, a Nação Azul permanece no estádio e começa o ritual que aprendemos com a seleção da Finlândia e seus torcedores. Movimentos sincronizados de braços, com palmas, nos quatro lados do campo, um a um. Entre jogadores e torcedores. É o Cruzeiro novamente assumindo o protagonismo no futebol brasileiro: fim de partida, ninguém se levanta pra ir embora. Todos esperam o terceiro tempo. É de arrepiar.

2. Torcida reclama – Apesar do indescritível apoio das arquibancadas, há queixas quanto ao tratamento no Mineirão. Recebi esse texto de Christiano Rocco:

“Acontece em todos os jogos e há muito tempo: o nosso torcedor é tratado como “GADO” pela Minas Arena nos acessos onde ela não lucra no Mineirão. Mas se tiver oportunidade, vá na entrada da “Tribuna” deles, veja como é o acesso e pergunte para seus amigos que frequentam lá como é o atendimento e a hospitalidade. Por isso, os nossos torcedores com maior poder aquisitivo, que poderiam pagar as categorias mais caras do Sócio do Futebol e assim aumentar o “ticket médio” e consequentemente nossa renda e lucro nas bilheterias, hoje é “cliente” da Minas Arena e não do Cruzeiro. ”

3. Hulk volta à cena – Já manjado pelos árbitros brasileiros, deu, por aqui, um tempo nas encenações que levam ao “pênalti estratégico”, mas terça-feira, no Equador, arbitragem argentina, sentiu-se à vontade pra exercitar a sua segunda grande especialidade (a primeira, lógico, é ser o craque decisivo que vem sendo, pronto pra convocação de Tite).  Começou cedo a sua “assessoria auricular” ao juiz, reclamando de qualquer falta marcada contra o Atlético, ou não marcada contra o adversário. O buchicho no ouvido do árbitro vai se estendendo partida a fora, até que surja o grande momento. Contra o Tolima não foi o Plano A (receber bola enfiada, manter-se correndo à frente do marcador e, na entrada da área, deixar uma perna atrás, trançada entre as pernas do adversário, e lançar-se ao gramado).  Aplicou o Plano B: na área, aguardando batida de falta ou escanteio, aproveitar que alguns defensores têm o habito de, enquanto acompanham o trajeto da bola alta, segurar levemente a camisa do atacante (pra se manter, pelo tato, ao seu lado) e lançar-se ao gramado, como sempre espetaculosamente. As leis da Física mostram ser impossível que um leve puxar de camisa derrube um homem forte, de 85 quilos. Mas é pra isto que vale a “assessoria auricular”. O árbitro já estava prontinho pra “grand finale”.

O comentarista de arbitragem Marcio Resende de Freitas, da Rádio Itatiaia, também não viu pênalti.

4. “Nós somos Campeões do Gelo! ” – Ante o impenetrável silêncio da Barraca Atleticana, permanece sem resposta nosso apelo para que se aponte local desse torneio, o vice-campeão e onde se encontra a taça. Estamos pedindo pouco aos que tanto vasculham nosso hino e que agora lançam campanha pra transformar “vaidade” em palavrão. Esperamos que os “experts” em analisar hinos de clubes alheios se dignem em nos mostrar, pelo menos, uma foto da taça.  Pode ser ou tá impossível?

5. William dá direto na moleira:

“Caro Dalai, uma pergunta que não quer calar: como o senhor, figura proeminente nas passadas administrações do Maior de Minas, está recebendo as aulas de como conduzir nosso time, dadas pelo Ronaldo e sua equipe”?

Recebo as aulas pelo WhatsApp. 

6. Toinho filia-se ao grupo liderado por José Antônio, que insiste em reduzir o tsunami/2019 a simples temporal:

“… o tal “tsunami interno” não pode servir de desculpa para nada, já que fruto da incompetência do clube, seus dirigentes e jogadores (e até parte da torcida), que usaram de má-fé, ou deixaram as coisas correrem frouxas até chegar onde chegou! (…) a famigerada pandemia afetou todos os times brasileiros, no quesito torcida, renda, etc. Por favor, não me venha com essa que “b” foi mais afetado que “a”, exatamente porque já tinha problemas de malfeitos e incompetência em sua administração…”

Meus caros Toinho e José Antônio, tenho certeza de que vocês acreditam sinceramente no que escrevem. Muita gente mais pensa assim, arrematando com um fato incontroverso: a pandemia foi mundial e pegou todos os clubes do planeta. Esta conclusão é indesmentível. Nunca foi discutida aqui. A questão é a pré-pandemia. Como estavam os clubes no segundo semestre de 2019? Sobrevivendo, com seus problemas. Uns bem administrados. Outros mal. Todos, de modo geral, com graves dificuldades financeiras. Menos o Cruzeiro, que era dolorosa exceção. Caiu para a B e não se tratava de má administração. Eram ações criminosas, até hoje alvo de investigações policiais. A bandidagem não se limitou a limpar os cofres: deixou bombas-relógio, disfarçadas em variados contratos, inacreditáveis concessões a jogadores, funcionários e agentes. É por isto que de vez em quando a mídia se surpreende com absurdas reclamações trabalhistas, como acontece agora com Sassá. São as bombas-relógio explodindo, tal como foram programadas.

Em dezembro/2019, tristemente o Cruzeiro já se tornara, em palestras promovidas pela FIFA e outras entidades esportivas internacionais, “case” mundial de corrupção. Brasileiros que participaram de algumas dessas atividades revelaram o quanto era chocante ver o escudo do Cruzeiro em painéis ilustrando temas sobre corrupção. Foi neste período de terra arrasada que assumi a presidência interina do Clube. Pra “sobreviver” e com a positiva cooperação do Conselho Gestor, desativamos andares, um elevador, cartões corporativos, reduzimos frota de veículos, fizemos drástica redução no quadro de pessoal.  Uma economia de guerra, administrando misérias. Quando o campeonato foi retomado, éramos um doente exangue. A transfusão só agora está sendo conseguida. 

7. Mauro chamando o processo à ordem:

“Não dá pra comparar a superioridade do Cruzeirão sobre o Atlético. Nem vou citar os títulos nacionais e internacionais sobre eles. Quero apenas dizer que o primeiro campeão nacional em Minas, foi o Cruzeiro em 66, quando quebramos a hegemonia do Santos de Pelé e companhia, considerados imbatíveis. ”

Grande estreia, Mauro. Vamos ver se agora a turminha de deslumbrados mal informados baixa a crista.

8. Pepe Legal também festeja: 

“Mauro deixando a granja toda de penas ouriçadas! Disse tudo! É Cruzeirão! ”

9. João de Deus Filho não percebe que seu anjo da guarda foi visitar as obras no bairro Califórnia, e viaja na maionese:

“O primeiro campeão nacional de Minas está para ser declarado. O título de 1937 será homologado, assim como o título de 1966 de vcs também foi. Aguarde”. 

Meu caro Guru da Racionalidade, se quiser conservar esse título não pode brincar assim. Comparar a façanha do Cruzeiro em 1966, com o torneio Série F vencido pelo Atlético em 1937 é o mesmo que ver semelhança entre orquídea branca e casco de tartaruga. Não faça isto, João. Basta ver os “times” que participaram desse “torneio” em 1937 e os que ficaram “constrangidos” de entrar…

10. Henrique desafia o blogueiro pra duelo:

“Você é mentiroso demais. ”

E comprova que a MRV-Prime II Incorporações, proprietária da Arena do bairro Califórnia, foi criada em 28 de setembro de 2010.

Henrique, você está com meia-razão. Não é recente, como disse o blogueiro. E daí? O que vale isto, ante o ponto central?

E quem poderá negar que, desde então (2010) numa atividade lícita, empresarial, passou a adquirir o entorno da área onde seria erguida a Arena? Quem sabe, isto vai permitir o sonhado “almoço de graça” defendido por você, Jorge, Teobaldo, Atleticano, Marcilio e Galo Doido?

11. Bernard José de Assis assim enfoca o caso da Arena RMV:

“Dalai, sobre a propriedade do estádio do Atlético, desde o início deste assunto, em meados de 2014, foi divulgado que se formaria uma SPE – Sociedade de Propósito Específico que teria o clube como único sócio. Esta SPE receberia a grana da venda do Shopping pra tocar a obra, além da grana arrecadada com a antecipação de receitas referentes à venda de camarotes e cadeiras cativas. Pelo que foi divulgado, esta SPE foi um artificio usado para que todos os recursos arrecadados não corressem o risco de penhora. ”

Meu caro Bernard, será que o divulgado em 2014 foi cumprido? Parece que não. A empresa proprietária do imóvel não tem o Clube como um dos seus sócios.

Desculpe-me, mas alguns atleticanos estão aguardando a Arena RMV como criança esperando Papai Noel. Não é assim. No mundo empresarial Alice não consegue alvará pra construir seu paraíso.

12. Marcilio, atendendo celular enquanto dirigia, entra na faixa de ciclista e faz um estrago em lesões corporais:

“E não é que o Dalai comentou sobre o Var do Bem, a corrupção do Bem e não comentou a vaidade do Bem! Claro que não, pois a vaidade cega e ele não enxergou este tema, deixamos para a próxima não vai faltar oportunidade para entender esta tal vaidade do bem! ”

Meu caro Marcilio, você vem se especializando em pesquisar com lupa microscópica o hino do Cruzeiro. Monta até sedutor “Tratado” sobre o multifacetado termo “vaidade”. Agora, por favor, dê uma olhada no seu próprio hino e nos fale sobre o “Campeão do Gelo”: basta responder a uma, apenas, destas perguntas: onde foi o torneio?  Quais times participaram? Quem foi o vice-campeão? Onde está o troféu?  (Esta última pode ser substituída por foto).

13. Jorge, estreando carreira de vidente, descreve cruzeirenses assistindo ao jogo do Atlético e Fortaleza. Um excelente script humorístico que pode ser aproveitado pela turma do Porta dos Fundos.

14. Galo Doido New York pega pesado e tangencia os danos morais: o blogueiro, além de conservar a posse da Super Licença do Nakagima (também conhecida como Alvará pra Qualquer Bobagem) vem consumindo um chá estranho, ainda sob análise…

“Isso por si só explica os devaneios descritos por ele nesse minifúndio. ”

O curioso é que ao bater nas mesmas e surradas teclas negativas do Cruzeiro, muitas imaginárias, como a anedótica compra de juízes, Galo Doido dá impressão de que ele, sim, está consumindo um revigorado Chá de Santo Daime… 

Calma, gente! A roda gira, mas é devagar. As coisas vão mudando pouco a pouco. Aqui e lá. A épica vitória do Atlético sobre o último colocado Fortaleza, decantada em prosa e verso por Jorge, linhas acima, aconteceu no Mineirão…no último minuto…

Será que mesmo de Nova York dá pra perceber uma “mudancinha” da situação?

15. Lucio Carlos, escrevendo seu excelente comentário um dia antes do jogo contra o Sport:

“Não deveria, mas estou muito preocupado com o Cruzeiro. Explico: a saída do Jajá trouxe uma enorme lacuna na equipe. Não temos ninguém à sua altura no plantel. Mais ainda, o Jajá é um atacante de beirada que ainda ocupava a falta de um meia…”

Lucio, o jogo mostrou que você tinha razão em se preocupar.  Amassamos, no primeiro tempo, e sofremos no segundo, por falta de jogadas melhor concatenadas no último terço do campo e por precipitação no chute final. Amanhã poderemos apresentar melhoras.

16. Teobaldo, com uma pontadazinha de “dor de cotovelo”:

“O blog está bombando, heim Dalai! Quanta animação! O que algumas Vitórias de Pirro são capazes de fazer, não é mesmo? Temos novas personagens, outras que ficaram enrustidas por muito tempo e agora se fazem presentes…Maravilha! Mas lembre-se, e não seja ingrato, a vida desde Quintal foi mantida pelos Atleticanos, os verdadeiros proprietários desde Quintal. ”

Meu caro Teobaldo, permita-me duas retificações:

 1) Atleticanos não são proprietários do QUINTAL. São co-proprietários.

 2) Não se trata de Vitórias de Pirro. É a roda que está girando… Imagine, ano passado, nesta rodada (sem trocadilho) estávamos em 18º. lugar na Tabela da Série B, e nosso técnico era o Mozart… E o Atlético era líder até de campanha contra dengue…

         GARIMPO

“Se me virem dançando com mulher feia, é porque a campanha já começou. ”

(Juscelino Kubitschek)

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

All Comments

Subscribe
Notify of
guest
34 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
José Antonio

Bom dia Sr. Dalai,
como sempre a estratégia manjada pra angariar comentários pinçando frases soltas dos comentários….
E parece que pra desviar o foco das falcatruas, maracutaias, tramoias e trambiques do CSA fica insistentemente querendo polemizar sobre assuntos do Galo, então vamos esclarecer:

“Em 1950, uma comissão da Federação Alemã de Futebol veio ao Brasil para escolher um clube para realizar uma série de amistosos contra os principais clubes do país. Àquela altura, o Atlético já era o maior campeão mineiro e atual bicampeão, além de ser o único clube do país a possuir um título nacional oficial — o título de Campeão dos Campeões, também presente no hino.

Chegando na Alemanha do pós-guerra no final de outubro daquele ano, a delegação foi recebida pela mídia esportiva local com muita festa, pois o Galo seria o primeiro clube brasileiro a jogar naquele país. Com estádios sempre lotados, o Atlético apresentou um ótimo futebol contra alguns dos mais fortes times europeus da época, enfrentando também os curtos intervalos (alguns jogos ocorreram em dias seguidos) e, principalmente, o rigoroso inverno da Europa.

Ao fim da jornada, o então presidente da Federação Alemã Peco Bauwens homenageou a delegação atleticano, entregando a taça simbólica de “Campeões do Inverno Europeu” ao Atlético pela bem sucedida empreitada, com tão bom desempenho dentro de campo. Já no Brasil, o título passou a ser chamado (pela imprensa) de Campeões do Gelo, foi parar na letra do hino de Vicente Motta e até poderíamos dizer que o resto é apenas história, mas, graças à massa, não há um atleticano ou adversário que pise em território alvinegro sem ser relembrado constantemente desse feito.”
Se quiser ver a taça passa na sede do Galo (nós temos sede, não tivemos que alugar a nossa por não ter condição de mantê-la), ela está em exposição para todos verem… Junto com a taça de PRIMEIRO CAMPEÇÃO BRASILEIRO ( nosso título não foi por fax, e nem reconhecido por termos “virado a casaca” e assinado contrato de transmissão com a Globo)….
Agora, seria bom o Sr. explicar para sua torcida, já que foi dirigente, como são registrados nos borderôs das partidas os ingressos dos sócios que tem direito a entrada grátis no estádio…. Ou será que o Sr. também não sabe de nada sobre isso???
GARIMPO:
“A demagogia é a pior das mentiras, porque é uma mentira mentirosa.”
Tim Maia

SASSÁ

Caro amigo José Antônio!
Você acha que o nosso querido Galai já não conhece a fundo a história do Galo???
Louvável sua atitude de escrever como surgiu o campeão do Gelo, talvez algum simpatizante do CSA vá ler e aprender um pouco da história.

Acontece que o danadinho do Galai, com sua estratégia mais manjada que o golpe do bilhete premiado, teve que pinçar em nosso hino alguma coisa para contrabalançar a “vaidade” contida no hino do falecido Crüzeiro, que tanto os caracteriza e que mesmo após a portabilidade para o CSA-MG continua tão latente.

GARIMPO:

“Não há graus de vaidade, apenas graus de habilidade em disfarçá-la”

MARK TWAIN

wasington

Cadê a foto dessa taça vai tira uma e coloca aqui para a gente ver, só isso é tão dificl assim,
Ah essa história ta igual o trofeu cirola que arrumaram falando que é o brasileiro da época e
o tal 9×1 até 2011 ninguem falava nisso, mas depois do 6×1 com vagner mancini de técnico do cruzeiro arranjaram essa. Tomar de 6 do mancini tem de ser muito artista e com um time melhor. Tá explicado a revolta.

Augusto

Ninguém falava no 9 a 2, porque vocês também não falavam no 6 a 1.
Mas como começaram a se vangloriar muito, nós resolvemos também desenterrar os defuntos e lembrar que um dia, lá nos idos de 1927, na Alameda, numa tarde de sol em BH, nós metemos o ferro de 9 a 2.
Não importa se todo mundo já morreu, se a bola era de meia, se o juiz roubou, se o CSA, antigo Palestra, deixou o Galo ganhar, etc.
O que importa é que o ferro entrou.
Simples assim.

ivan junior

“Eu só vim treinar esta merda falida, pois me garantiram que aqui eu consiguiria tomar uma goleada maior do que a dos 7×1”
Véio do 7×1 doido para para ser enraBAdo no Fracassado EC e quebrar seu recorde

“E veio para o clube (leia-se boate gay) certo. Só o Galo já enfiou 9×2 nesta merda imunda. A surra foi tão grande, fora o Baile, que as marias mudaram de nome, endereço, cores, algumas se suicidaram e as que não viraram purpurina (Bixa não morre) sairam do armário e infestaram BH com o maior surto de viadagem já vista na historia da humanidade!”
Emanuel Carneiro informando ao “véio” dos 7×1 que o Fracassado EC, hoje CSA/MG, já está acostumado a tomar balaiada desde priscas eras

“Eu estava lá!! Eu vi tudinho!!”
Cara de Bunda do dalai lama nas marias, testemunha ocular do 9×2 que o Galo enfiou no cu das marias

Bruno

daqui a pouco o idiota vai falar que o 9 x 2 não exisitu porque ninguem viu. kkkkkk O pedro Alvares Cabral eu também não vi, mas tá la na Hisotia que ele descobriu o Brasil. Sem contar Tiradentes, JESUS CRISTO entre outros, que também ninguem viu, mas ninguem dúvida da existencia kkkkkkk Essas Marias são só comedia.

Marcílio

Amigo sabe pq a gente não fala em 9×2, sabe pq a gente não fala que somos tríplice Coroa? Super campeão sabe pq não ficamos falando nisso? Pq não temos a vaidade que vcs tem. Põem o logo na camisa do tri, tri na B! Kkkkkkk

José Antonio

Qualquer modinha vaidosa que quiser ver a taça é só ir na nossa sede (nós temos sede) que está em exposição pra qualquer um ver… Passa lá maria!!!!!

Jorge

Bom dia a todos!

E lá vou eu com meu comentário de QUINTA para esse povo sofrido da SEGUNDA.

Jogar série B tem suas vantagens. Só pega baba e acha que o time é bom. Só não pode é enfrentar times da série A. Porque aí a ficha cai. E a vaidade também…

E o Galai estava tão ansioso para falar de pênaltis para o Galo que nem esperou algum que houvesse a mínima chance de discussão. O cara fez o pênalti e nem reclamou. O capitão do time foi lá e passou um sabão nele, que abaixou a cabeça, reconhecendo o erro. O VAR (seria do Mal??? kkkkkkk) nem se pronunciou, mas o Galai deu seu veredicto: Não foi pênalti. Como testemunha? Márcio Rezende de Freitas. Aquele que não via pênaltis para o Galo no campo de jogo e continua não vendo nem pela televisão, mesmo que se repita diversas vezes. Uma vergonha!!!!!!

E é só o povo, principalmente bbbruzeirenses, querer discutir a atuação do Conselho e da diretoria provisória do BBBruzeiro que o Galai tem dois remedinhos infalíveis: a pandemia exclusiva do BBBruzeiro e o título de “Campeão do Gelo” do Galo. Ele quer porque quer ver o título de campeão do Gelo do Galo. Ainda bem que o José Antônio tem muita paciência e já desenhou para ele. E se quiser mesmo ver o troféu, Galai, como disse o José Antônio, está lá exposto em Lourdes. Pode ir tranquilo. Não será o primeiro bbbruzeirense que vai lá admirar, não.

E agora o plano B (ops…) para a NÃO arena de BBBetim é falar que a Arena MRV não é do Galo. É muita inveja, despeito e rancor. Calma, Galai. Isso faz mal à saúde!!! Relaxa e vai com o João de Deus tomar uma lá na nossa Arena quando ela ficar pronta. Pode ir tranquilo. Não será o único bbbruzeirense que irá lá admirar, não.

E o garimpo de hoje do Galai foi para ele mesmo. Porque o que o Galai tem dançado com argumento feio aqui no Quintal dos Atleticanos, não tá escrito!!!! Tá precisando rebolar para dar conta do recado! Mas o importante é manter a audiência. Então vamos que vamos que para a maioria estamos numa quinta-feira brava. Para os que estão na SEGUNDA, até a próxima… na SEGUNDA… terrível, terrível, terrível!!!!!

Henrique

10. Henrique desafia o blogueiro pra duelo:

Eu nao entro em duelo com velhos gagas igual você nao rapa. Foca no cruzeiro ai.

Galopante

Cadê os bbbruzeireiros? Eia, Mariada!

Bruno

Daqui a pouco aparece as 3 sobreviventes vaidosas.

CSACUDO CORREDOR

ESTADIO DO CRUZEIRO , SE FOR ESCOLHIDO FAZER ESTADIO TEM QUE SER DE NO MIMINO PARA 65 MIL TORCEDORES .

Teobaldo

Concordo! Já que não vai fazer mesmo, que seja bem grande.

Galopante

Kkkkkkkkkkkkkk

CSACUDO CORREDOR

BOA TARDE GALERA DO MAIOR DE MINAS QUE É CABULOSO , PRECISA FAZER CHEGAR ATÉ RONALDO QUE SE FOR ESCOLHIDO FAZER ESTADIO DO CRUZEIRO EM BETIM , QUE FAÇA , MAIS PRECISA DE SER UM ESTADIO DA ALTURA DA NOSSA TORCIDA ESTADIO PARA NO MINIMO 65 MIL TORCEDORES .

CSACUDO CORREDOR

HA SÓ PARA LEMBRAR OS ESQUECIDOS , QUE AS GALINHAS DEPENADAS NÃO TEM BI , NÃO TEM TRI ,,,, E DEVE MAIS DE 1.400.000,00 UM BILHÃO E 400 MILHÕES DE REAIS , QUE AS GALINHAS DE VESPASIANO TEM MAIOR DIVIDA DO FUTEBOL BRASILEIRO . ,,, VCS SABIA QUE A TORCIDA DOS PATÉTICOS CONSEGUE PERDER ATE PARA TORCIDA DO FLAMENGO EM MINAS . QUE EM MIMAS CRUZEIRO TEM 60% DA POPULAÇÃO TORCE PARA CRUZEIRO , OS 40% E DIVIDIDO ENTRE FLAMENGO ,ATLETICO , E AMERICA. ……….. QUE NO BRASIL CRUZEIRO TEM 6,5% DE TORCEDORES , ATLETICO TEM 3,75% de torcedores ………………………. OU SEJA RESPEITA CABULOSO MAIOR DE MINAS E MAIOR FORA DO EIXO RIO SÃO PAULO .

Galopante

Era pra ser CASCUDO e o bravo do inconsciente te deixou de calças arreadas, Secundino? Kkkkkkkkk
CSACUDO… Pronuncia se SACUDO.
Meu Deus.

Jorge

Cara, na boa… Toma o remedinho vai… Você vai se sentir melhor depois.

Bruno

kkkkkkkkkkk Fake do Pepe Ilegal, Nolasco manja Rola kkkkkkkkkkkk

wasington

Essa história de estádio do cruzeiro é conversa mole o estádio é da prefeitura de betim que quer o cruzerio usando o campo em 55 datas em troca de receita, em resumo querem um artista para movimentar o palco e tornalo conhecido só isso.Como a SADA faz com o vôlei paga para usar o nome, no caso do estádio é a mesma coisa só que o próprio cruzeiro gera seu pagamento e ainda sobra para prefeitura de betim, é um belo negócio para ambos.

Teobaldo

Ok, amigo, mas se o CSA-MG leva 80% e a Prefeitura de BBBetim leva 20% quando é que o construtor do estádio vai receber o retorno do investimento (com a devida remuneração do lucro, naturalmente). Você consegue responder?

Augusto

Prezado Dalai,
Esse blog deveria ser chamado de Quintal do Galo, pois nunca vi tanto comentário sobre o verdadeiro maior de Minas, ou você ainda acha que é o CSA ?
Outra coisa : Pelo amor de Deus não cite Márcio Resende de Freitas quando for falar de arbitragem.
Esse cara , Simon e Wright falando e uma vaca pastando é a mesma coisa.
São três boçais, irresponsáveis e mal intencionados, e o pior, covardes.
São daqueles que prejudicavam os times (não só o Galo) e depois diziam com a cara mais limpa do mundo que “realmente eu errei;não vi na hora, deveria ter expulsado, etc,etc.
Vagabundos da pior estirpe.
Quanto ao CSA, continua aquela perguntinha de sempre : volta ou não volta ?
Aquele 08/12/2019 deveria ser feriado.
Tem feriado pelo dia do Fico, mas no caso do CSA foi o dia do VOU….e não sei quando volto.

Galo Doido New York

Galera Alvinegra, vamos acabar com o bullying. Não há como negar que o falidão azul é o maior de Minas na segundona. Maior time do Brasil fora do eixo Rio/São Paulo também na segundona. Vamos parar de contestar e reconhecer a grandeza dos azulinos segundinos. Não se pode negar que é uma honraria para poucos.

Comemorem azulinos segundinos, vocês merecem onde estão, são GIGANTES.

Infelismente não é so de notícias boas que vive o lado errado da lagoa. Hoje no Redação Sport TV, por unanimidade, todos debatedores condenaram todo e qualquer tipo de título por FAX. Não entendi o porquê os segundinos das Gerais foram citados. Teriam eles algum título por FAX???? Tal maracutaia so existe em dois lugares em todo PLANETA, no Brasil e adivinhem onde mais!!!!!!!! Portugal.

4. “Nós somos Melhor time do Seculo! ” – Ante o impenetrável silêncio da Barraca segundina, permanece sem resposta nosso apelo para que se aponte de onde foi tirada essa sandice, FMF, CBF, Conmebol, FIFA e onde foi a cerimônia de entrega de tamanha honraria . Estamos pedindo pouco aos que tanto vasculham nosso hino e que agora lançam campanha pra transformar “Campeão do Gelo” em palavrão. Esperamos que os “experts” em analisar fake news de clubes de futebol com historico de falcatruas, se dignem em nos mostrar, pelo menos, uma foto da cerimônia de entrega de tão prestigiada honraria. Quem compareceu a tal cerimônia? Teria sido um dos Perrela, ou seria o Gilvan? Wagner, Itair ou S. Nonato? Pode ser ou tá impossível?

Garimpo

“O difícil, vocês sabem, não é fácil”

Vicente Matheus

Bruno Araújo de Carvalho

Dentro de campo temos que ter a humildade que falta “muito” para o nosso retorno a série A, mas estamos sobrando e devemos com algumas rodadas de antecedência comemorar o retorno do Maior de Minas. Só lembrando que a história não mente e jamais vai mudar, teremos essa mancha causada por administrações fraudulentas de 03 anos na série B, mas o mais importante é que a nação azul abraçou o clube (prestes a acabar) e vamos empurra-lo pra onde nunca devia ter saído. Voltaremos mais fortes do que nunca, com uma equipe profissional e querendo o bem do clube com a torcida do lado de fora tendo a sinergia que dias melhores virão. Muito trabalho e pés nos chão vão trazer novamente dias de glória a este cabuloso de títulos sendo o clube em sua maioria mais amado nesta Minas Gerais. O que resta ao lado oposto galiniceo, é secar, como fizeram nos seus 100 cento e “tararau” anos de existência. Obrigado Ronaldo e sua equipe ! Estamos mais vivos do que nunca !

Vaidoso do MAL

Humildade e vaidade dentro do mesmo texto! Se bem que a tal vaidade do BEM!

ivan junior

“”Enfermeira, prepare 15 litros de Aldol, uma camisa de força e o quarto alcochoado 24. Este velho gagá gay está em um surto psicotico nunca antes visto na historia da medicina!! E não se esqueça de dar uma porretada na cabeça dele, só para reforçar!!”
Doutor Hans Chucrutes, médico chefe do Galba Veloso minutos antes de internar o Cara de Bunda do dalai lama depois que ele leu mais um amontoado de merda escrito com o rabo sujo da maria ronaldete

“Esse Galba Veloso virou um reduto de gays celestes malucos: artur viadais, alberto gagá gago rodrigues, Cara de Bunda, Gaymuel Viadancio. Agora só falta a gente internar o Gayquitito para completar a roda de bixas”
Diretor do Galba Veloso assustado com as boiolices das marias ronaldetes

“Amanhã, Marião outra vez infestado das bixas mais podres da humanidade!!”
Diretor do Consorcio que administra o marião já cansado de ver o estádio depredado e sujo depois das peladas e surubas das marias ronaldetes

“Eu tenho um probleminha!!”
Gornaldo babando em sua live gravada na zona gay mais famosa do RJ

Janete de Azevedo

SEM ELES NÃO ESTARÍAMOS AQUI

Eles a que me refiro, são rechaçados, humilhados e espoliados por incontidos “amontoados genéticos” e autoridades!!!
As bandeirinhas de escanteio com mando de campo do Cruzeiro, deveriam fazer campanha na defesa dos “Direitos dos Idosos”! Como a mídia viciada e viciante não toma essa iniciativa, e a diretoria seguirá a prestigiar outros grupos, caberia aos torcedores azuis, a dignidade de pressionar aos dirigentes. Este país merece pelo menos, uma bofetada na cara: a construção de “Hospitais dos Idosos”, em todas as capitais. Esta justa e humanista reivindicação poderia começar pelas estratégicas bandeirinhas de escanteio! Sinceramente? Não creio que o façam! !
Em outro momento, farei comentários sobre os recentes jogos do Cruzeiro. Até lá, e hoje tem mais!!!

Marcílio

Torcida do BBBruzeiro lança livro:
https://www.mg.superesportes.com.br/app/noticias/futebol/cruzeiro/2022/07/02/noticia_cruzeiro,3972423/torcedores-do-cruzeiro-lancam-livro-o-time-do-povo-mineiro.shtml

Esse torcedores não participam neste Quintal, pq se participassem certamente o livro chamaria Vaidade do BBBem!

David

Será que o Dr. tem alguma interação direta com o técnico de nosso time

Bernard José De Assis

Dalai, com todo respeito que tenho por você e ao jeito único de conduzir um espaço agradável a cruzeirenses (e para nós atleticanos também), sugiro que se aprofunde mais na história do estádio alvinegro e também nas entrevistas e informações divulgadas pela direção da Arena MRV.
Na parte da história, verá que a ideia de estádio é de início da década de 2010 e surgiu da torcida para o clube, na esteira da reinauguração do Independência. Porque isto é importante? Você verá que o modelo que o Clube divulga sempre foi este: terreno doado através de SPE, autofinanciamento através de antecipação de receitas, etc. Isto muito anterior ao terreno no Califórnia, assim como a ideia venda de parte do shopping surgida anos depois com Daniel Nepomuceno. E sempre foi dito que a grana ficaria em separado do Clube. Um torcedor do Galo mais atento e que acompanha este processo desde o início, saberá que nunca foi dito que haveria “almoço grátis” ou estádio “doado” por prefeitos azuis.
Sobre as informações da direção do clube, em entrevista recente dada pelo CEO da Arena MRV Bruno Muzzi, foi questionado como o Menin doou o terreno ao Clube. Ele disse que o terreno pertencia a uma SPE de propriedade da MRV. Esta, por ser uma sociedade anônima, não poderia fazer esta doação. Então o Menin comprou esta SPE, que foi integralizada ao patrimônio do Clube em 2019 e consta no balanço do Clube.
Para encerrar, segue nota divulgada 05/07/2022:
“Para dirimir eventuais dúvidas causadas por desinformação ou fake news, o Atlético informa que é o cotista único do Fundo de Investimento Imobiliário (AVM FII), dono da Arena MRV. É o que evidenciam as demonstrações financeiras auditadas pela EY, uma das maiores e mais sérias empresas do ramo no mundo. Devidamente autorizado e habilitado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), esse fundo foi criado para que o Clube pudesse integralizar as cotas da Arena Vencer Complexo Esportivo Multiuso SPE LTDA, doadas para o Galo pelo empresário Rubens Menin (pessoa física), de modo a garantir governança e gestão sobre os recursos da Arena MRV, que, como fundo imobiliário, está sujeita a maior controle das entidades regulatórias.
A SPE pertencia ao Grupo MRV Engenharia e Participações S.A. até 27/12/2019, data em que Rubens Menin adquiriu 100% das cotas e as doou ao Galo.
Todas as informações referentes à estrutura societária da Arena MRV encontram-se publicadas no Portal da Transparência do Atlético.”

Bernard José De Assis

A nota foi divulgada em 28/06/2022. Sim, o estádio É DO GALO!

Galopante

Boa noite, Nação Azul Cinco Estrelas, que sempre abarrota este Quintal dos Atleticanos!
Vcs estão de parabéns neste ano. Figurando pela primeira vez na primeira página da tabela da SERIE B!
Não sei se aguardo a queda de vcs pro quinto lugar ou se aguardo a subida pra A para saborear a nova queda…
GAAAAAAAAAAALOOOOOOOOOOOOO!!!

David

Quero saber se há restrição em comentários / os meus são bloqueados? Faço perguntas / sem respostas