O AMANHÃ QUE JAMAIS PENSAMOS

  • por em 7 de agosto de 2020

Bruno Haddad/Cruzeiro/ Flickr

Estamos na Série B e ela começará amanhã, contra o Botafogo de Ribeirão Preto.

Por muitos anos, em jogos no Mineirão, dava gosto ver subir balão puxando um B deste tamanho!

A gente sorria por dentro. O atleticano morria de raiva.

Foi bom, enquanto durou. A realidade hoje é que estamos onde jamais sonhamos estar um dia. A culpa é de muita gente, até de quem escreve. Menos da China Azul, a verdadeira força que movimenta o Cruzeiro dentro e fora dos gramados.

São ainda imensas, as dificuldades mas vamos resolvê-las na medida do possível, restaurando o Clube cada dia mais, pavimentando o caminho de volta ao protagonismo do futebol sul-americano. Nosso lugar está lá, nos esperando.

Amanhã, oficialmente, daremos o primeiro passo, às 19h no Mineirão. A pandemia corta a nossa presença na arquibancada, mas não nos impede de divulgar pelas redes sociais o nosso apoio, a nossa expectativa e, sobretudo a nossa esperança. 

Derrotistas de sempre vão tentar jogar agua fria: poxa, emoção e entusiasmo por jogar contra o Botafogo de Ribeirão Preto?

– Sim! É o que temos. Isto é fato. Você quer mudar de time? Caso afirmativo, vá vestir outra camisa e seja feliz.

Nós e 9 milhões de corações estrelados, menos o seu, não vamos chorar leite derramado. Não vamos lamentar o que poderia ter sido, pois o presente é o que temos. Do passado cuidarão os que apuram as falcatruas que nos deixaram assim.

Temos de responder é pela reconstrução.

Que começa amanhã.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

All Comments