OBRIGADO, CONMEBOL !

  • por em 4 de fevereiro de 2021

Vinnicius Silva/Cruzeiro/Flickr

Momento ruim, entre os piores, salários atrasados, Série B outra vez, carência de tudo no Cruzeiro, às vezes até esperança.

Do lado de lá, time ainda disputando o Brasileiro, construção de estádio próprio a todo vapor, salários milionários e em dia, distribuídos como brindes de fim de ano.

Enquanto nossa nova equipe técnica, liderada por Felipe Conceição, começa hoje, garimpando nas Séries B, C e várzea, o Atlético usa o mirante da Champions League e traz novo craque a cerca de milhão e meio por mês. Chegou literalmente por cima, ontem, de João Pessoa, em seu próprio avião.

Nova Selegalo em gestação?

No almoço pedem carrè de cordeiro, vinho Maria Teresa, da Quinta do Castro, em Portugal. Nós vamos no prato do dia, que saí mais em conta. No máximo, dose de Cristalina do Picão, pra ajudar a embrulhar a vida.

Cabeça baixa, moral no chão, vamos capengando sem saber bem pra onde, quando alguém toca o nosso ombro. É a CONMEBOL, com o Ranking de Clubes de 2021.

Em silêncio, entrega a lista e vai embora.

Mas não precisava mesmo dizer nada, porque a lista diz tudo:

O Cruzeiro é o 16º. com 3.286,3 pontos!  Deixou pra trás o Atlético, 19º., com 3.197,7!

A CONMEBOL nos manda um recado com estes números: Acorda, Cruzeiro! Você é grande demais para se abater tanto com esta tempestade, por mais grave e violenta que seja. Reaja com honestidade, tenacidade, humildade, coragem e, sobretudo, transparência. As “páginas heroicas e imortais” são tão espetaculares que oferecem oxigênio de sobra para atravessarmos este deserto de agora.

Não nos deixemos impressionar com o constante show de pirotecnia do rival. Podem muito, é verdade. Mas não podem tudo. Por exemplo: mesmo com todos os absurdos problemas estourados a partir de dezembro de 2019, vem a CONMEBOL, em fevereiro de 2021 e proclama: O Cruzeiro continua maior do que o Atlético! O Cruzeiro continua o maior de Minas

BATE PAPO NO QUINTAL

1. João de Deus Filho “deitando e rolando”. A meta, parafraseando JK  (50 anos em 5), é 50 anos em 2! Ou seja, “retribuir” em 2/3 anos o que sofreram em 50!

No fim, sugere que mudemos a Raposa por Dinossauro.

Calma, João de Deus, vamos que apareça um dinossauro que também coma galináceos…

2. Rodrigo Rosa, sua mensagem é um oasis. Já me acostumei com pancadas e quando leio um texto como o seu, fico pensando que estou no QUINTAL do vizinho.

Você está corretíssimo ao pontuar que se não colocarmos ordem na casa, “não haverá luz no fim do túnel, sendo técnico Felipe ou Guardiola”. Tomara que os atuais comandantes do barco tenham consciência disto. Sem atitudes firmes, induvidosas, transparência, e uma só vela acesa (a Deus!), não sairemos do buraco.

Um abraço especial aos cruzeirenses de Guaçui-ES. Houve época muito feliz, que tínhamos Consulados espalhados Brasil afora e até no exterior. Ainda que só entre nós e 9 milhões de corações azuis, vamos reativa-los?

Então está criado o CONSULADO AZUL DE GUAÇUI-ES!

3. Marcelo, o seu comentário, por inteiro, é excelente. Mas uma observação, particularmente, deveria ser encaminhada a todo o Conselho Deliberativo e a toda a Nação Azul: “Quanto mais consciente e exigente for o torcedor, maiores as chances de que as coisas andem num rumo aceitável. Espero que não entremos na briguinha de criança com o rival para ver quem é mais abonado investidor da dupla. O Cruzeiro precisa aprender com esse erro quase mortal e transformar também a sua alma.”

4. Sem Paciência, nunca se esqueça de que a facilidade de redigir e a boa cultura não lhe dão “licença” pra fantasiar tanto! Comparar nossos últimos títulos com imóveis adquiridos por traficantes, para lavagem de dinheiro é demais… dá vontade de tomar cloroquina em Mianmar.

Mas o seu máximo, não foi este. Assim como um banho de escarrego retira todos os males, você resolveu tomar um banho de sumo de uma planta perigosa chamada “Falta de Lógica”, misturada com outra também terrível a “Mentirinha do Brejo”. Depois desse banho, você se encorajou e escreveu este absurdo:

“O atleticano não guarda mágoas passadas, porque não temos essa necessidade de títulos para dizer quem somos” !

Parem o mundo que queremos descer, urgente!

Meu caro Sem Paciência, é exatamente o contrário do que você escreve. As magoas atleticanas com os nossos títulos inundam o mundo! Há dezenas e dezenas de anos (com exceção dos títulos da era-Kalil) vocês não têm vida própria. A vida de vocês é alimentada pelo culto a qualquer time de qualquer lugar que impeça o Cruzeiro de conquistar mais um título. Por isto as costumeiras faixas de sua torcida, nos estádios: “Obrigado Borussia”; “Obrigado Bayer”; “Obrigado Estudiantes”…

Contra fatos, não há argumentos.

5. Galo Doido New York, por favor, não é porque a sede do IFFHS saiu de Bonn e agora está em Zurich (porquê será?) que você deixará de doar cestas básicas para a Santa Casa de Belo Horizonte. Não precisa ser mil. Bastam cem. Mas doe, por favor. E conheça um atleticano que, como você, vale a pena: O provedor Saulo Levindo Coelho.

A FIFA aponta os melhores segundo os seus parâmetros. O IFFHS fatia o mundo do futebol por continentes e, também por seus critérios que divulga e explica, aponta os melhores, ano a ano. Três anos antes do Século 20 terminar, o Instituto catalogou os melhores. O Cruzeiro, no Brasil, foi o primeiro. Aceita que dói menos.

6. jones augusto acerta o alvo: o problema do Cruzeiro é GESTÃO, assim, com maiúsculas. Planejamento estratégico. Conhecer os perigos, rastrear nossas fraquezas, para atacá-las, e enfocar oportunidades. Seria interessante você desenvolver estas ideias e encaminhar a um excelente CEO que atua agora no Cruzeiro, o dr. Sandro Gonzales

7. Rei Melo paga geral, com chumbo grosso no Conselho Deliberativo. “Vocês, do Conselho, são uma vergonha até para familiares.” Nem todos, se familiares também pegarem “uma boquinha”…

Com desculpas antecipadas pela brincadeira com coisa séria e absurda, Rei Melo tem razão. Precisamos mudar muita coisa. Com seriedade, sem fisiologismo.

8. Goiás 1 x 0 Atlético! É o que já cravei muitas vezes aqui neste QUINTAL: o Cruzeiro até pode decepcionar a gente. O Atlético, nunca.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

All Comments