PONDERANDO O IMPONDERÁVEL

  • por em 22 de fevereiro de 2021

Bruno Haddad/Cruzeiro/Flickr

Não consegui explicar bem o IMPONDERÁVEL FC e estou sendo massacrado por boa parte dos condôminos deste QUINTAL. O propósito era projetar o componente aleatório intrínseco no futebol, popularmente conhecido por “zebra”. Nem sempre o mais forte vence o mais fraco. Nem sempre uma constelação de craques vale garantia de títulos, exatamente pela imponderabilidade do futebol.

Por culpa da minha fraca defesa de tese, fui combatido até com sub-argumentos tipo: Então, pela imponderabilidade do futebol, o Íbis pode vencer o Bayern?

Sem dúvida que sim, mas a probabilidade é a mesma que você tem de olhos vendados, tirar o único grão de feijão branco colocado em um saco de feijão preto.

Em boa parte das críticas faltou exatamente a conjugação da imponderabilidade inerente a uma partida de futebol com o fator probabilidade. Sob esse duplo enfoque chega-se à conclusão de que se um Clube investe milhões na formação do time, a sua probabilidade de ter êxito é muito maior do que a de um concorrente que não fez investimentos.

Mas, e aí está o nó górdio da questão: comprar craques como se compra fruta na feira não garante títulos, ao contrário do que pensam João de Deus Filho, Jorge, Galo Doido New York e Sem Paciência. Com a costumeira contundência e facilidade no manuseio das palavras – atiradores de elite acionando metralhadora – eles quiseram fazer crer tenha eu defendido a desnecessidade de investimentos já que o imponderável sempre dita o resultado do jogo. Fatalistas fazem o mesmo com quem é pelo livre arbítrio. Claro que não defendi uma maluquice desta. Todos os concorrentes de um campeonato devem se armar o máximo que puderem. Os que não se prepararem ficarão possivelmente nos últimos lugares, como determina a Lei das Probabilidades.

Mas, sobre todos eles, paira a imponderabilidade. Investir mais dá ao clube a maior probabilidade de ser campeão. Não a certeza. Os atleticanos, queimando reais, vendo o time na liderança, 4 ou 5 pontos à frente do segundo colocado, consideraram apenas as probabilidades e começaram a festejar o título já no meio do ano. “Segue o líder! ” – Lembram?

Até a poucas semanas, cada nova contratação milionária chegando em Vespasiano renovava o coro do “Já Ganhou! ”. Fecharam os olhos à imponderabilidade do futebol e tropeçaram no Botafogo, Sport, Goiás, etc.

Ontem soltaram foguetes porque estão garantidos na fase de grupos da Libertadores.

BATE PAPO NO QUINTAL

1. Marco Aurélio, não acho que está tudo bem com o Cruzeiro. Até as calmarias ocasionais me assustam, lembrando o perigoso silêncio na selva. Continuamos com muitos problemas a serem resolvidos, em especial o financeiro de curtíssimo prazo, as duas velas acesas e ratos combatidos com Racomin falsificado. Porém, Marco Aurélio, agora o nosso dever é apoiar a reconstrução, sobretudo o atual, comando técnico. E fazendo a escolta dele, pra evitar o fogo amigo.

2. José Fernando Saraiva, sem dó nem piedade põe o dedo na ferida:

“O Atlético MG não possui o DNA de campeão. ”

Sem Paciência sentiu o golpe!

3. Wellington, você tem razão. Não só pelas colunas do excelente Fred Melo Paiva, mas pela mudança de humor dos atleticanos condôminos deste QUINTAL, a decepção com o time de 200 milhões de reais sai pelos poros e expõe mágoas da alma. Jogaram todas as fichas na Selegalo-2, formada e dirigida por técnico de 1 milhão/mês e 6 (seis!) assessores que vieram com sua bagagem, a 300 mil cada!

4. Rei Melo, sim, ventos mudando de direção! Aqui e lá! Aos trancos e barrancos, boa parte da sujeira ainda debaixo do tapete, hienas rondando a Toca, o Cruzeiro começa a respirar sem instrumentos. Tudo ainda é muito difícil, mas no chão árido um ramo verde começa a brotar. Temos de vigiar com pertinácia, até conseguirmos expulsar focos camuflados na nossa cozinha.

5. João de Deus Filho, ante o novo fiasco atleticano, vendo outra vez o sonho do título brasileiro ir para o brejo, procura amenizar a sua dor e de seus companheiros: estão construindo estádio próprio; têm o melhor CT das Américas (?); estão ainda formando um time (?); no próximo campeonato dará tudo certo…

João de Deus, por favor, quantas vezes você já assistiu este filme?

6. guioday rodrigues, volte para o QUINTAL. Sua carteira de motorista ainda não foi apreendida!

7. Galo Doido New York e Jorge reprisam as gozações costumeiras contra o Cruzeiro, mas não conseguem disfarçar a amargura por terem, mais uma vez, entrado em canoa furada. Consolem-se com o Internacional que está perdendo a chance de evitar Bodas de Ouro da Amargura. Quase completando 50 anos sem título. Algum conselho para os colorados?

8. O imponderável entrou em campo no Maracanã, ontem à tarde. O lateral direito Rodinei que era do Flamengo e foi para o Internacional, só poderia jogar se fosse paga multa de um milhão de reais ao seu ex clube. Um torcedor doou ao Inter esse valor e o pagamento foi feito. Rodinei, no primeiro tempo, perdeu bisonhamente jogada com Bruno Henrique que cruzou para o gol de Arrascaeta. No segundo tempo, aos 3 minutos, comete falta que, analisada pelo VAR, resultou na sua expulsão.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

All Comments

Subscribe
Notify of
guest
36 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
guioday rodrigues

“festejar o título já no meio do ano. “Segue o líder! ” – Lembram? Que isso DALAI DA LAMA, isso não quer dizer que estão festejando nada, só zoando os menos favorecidos.
Quando seu TIMECO fechava a fase de grupos na Liberta 2019 era a mesma coisa, pra falar a verdade era até pior. “vamos para o Mundial” Até o Wagner pires falou isso e todo mundo sabe como acabou 2019. “Lembram?”
Nem vou falar do “FAVORITAÇO” da SÉRIE B 2020 que ia subir só com “Camisa e tradição” “Com um pé nas costas” e todo mundo viu como acabou. “Lembram?”
“tropeçaram no Botafogo, Sport, Goiás, etc.” Pra quem torce para um time que tropeçou em uma fraquissima SÉRIE B, no CSA, CRB, Nautico, Parana..e outros. E nem vou falar dos 5 pontos perdidos para o “LANTERNINHA” Oeste
Zoando fase de grupo na Liberta…Quando será que seu TIMECO vai voltar a disputar uma competição internacional? Quer chutar uma previssão?

MITAIR É INOCENTE

Eu não sei qual DNA o Galo tem, mas sei que o rival tem é DNB

peppeu

DNBB

Jorge

Mitair, você Mitou!!!!!!

DNB!!!!

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Beth Makennel Makennel

Isto mesmo dr. Dalai! Só que de nada vai adiantar toda sua explicação pois eles não querem entender. Tudo eles querem é escrever besteiras, mentiras, babaquices para tentar fazer raiva nos Cruzeirenses. Da confiança não! Nem leio mais o que eles escrevem. E também estou preocupada é com a reconstrução do Cruzeiro. Eles e o clube deles pra mim, não são nada! E Minas Gerais sem o Cruzeiro não é nada no futebol! A luta é árdua mas temos DNA de vencedor. Já, já, estaremos de volta para continuar fazendo raiva nos inimigos

peppeu

E a louça acumulando na pia…

Sem Paciência

Inimigos??? Adversários, né? Tenho muitos amigos crIzeireiros. Adversários no futebol sim, inimigos, não! Quem tem inimigos no futebol é gente doente!
Não é DNA, é DNBB! KKKKKK Boa, MITAIR É INOCENTE e peppeu! KKKKK

GusRocha

DIREITO DE RESPOSTA

Agradecendo ao apoio da Massa da Resistência – Jorge, João de Deus Filho, Galo Doido New York e outros heroicos leitores que colorem de preto e branco esse azulado Quintal, registro minha réplica, sugerida por “Sem (com muita, na verdade) Paciência”, e prontamente concedida pelo democrático Dalai.

Jorge acertou na mosca. Optar por ser atleticano, com pai cruzeirense, é mesmo uma questão de ciência. Evolução da espécie, na teoria darwinista.

Tudo bem que não peguei a época de Tostão e Dirceu Lopes. Mas cresci com meu pai tentando me convencer que Tobi, Bendelaque e Dedé de Dora eram craques. E Reinaldo, Cerezo e Eder não passavam de peladeiros. Só que na prática, o que via com meus próprios olhos, no Mineirão, era diferente daquilo que escutava em casa.

E foi assim que eu, até então uma ingênua criança, da arquibancada de bandeiras azuis, cercado por pai, avô e irmãos, testemunhava gols, olés e canecos do time da bandeira alvinegra. Daí pra vestir o manto sagrado, só faltava a oferta. E ela chegou sedutora, em forma de uniforme completo, cortesia de um fanático padrinho, com direito a meião, bola e chuteira. Pronto. Já podia cantar feliz “Rei, Rei, Rei, Reinaldo é nosso Rei.”

De então aos dias atuais, assisti – agora do lado certo da arquibancada – a centenas de mais gols, vitórias e troféus, para que nem a contabilidade do rival se atrevesse a contestar a supremacia atleticana em Minas Gerais.

Se isso não bastasse, veio a tão esperada “quarta-feira do Goulart”. Pela primeira vez na história, o tira-teima não seria mais apenas estadual. Uma final nacional, para o Brasil inteiro comprovar, em horário nobre da Rede Globo, o que todos os mineiros já sabiam. O resultado, para quem faltar a memória, foi conduzido por Luan e Dátolo, e executado por Tardelli.

Quanto ao imponderável, ok que o Marcinho do Cruzeiro pode desafiar a lógica. Mas deixei de acreditar nisso quando embarcamos em outro Márcio – o Mexerica! Hoje prefiro apostar nos sonhos mesmo. Ainda mais se eles já vierem com R Cifrão, e se, quando eu acordar, encontrar em terreiro próprio, ciscando em nosso gramado, heróis da Marvel e outros Vingadores.

Por fim, sobre o tratamento psicológico, meu pai está certo. Só esqueceu de dizer que todos nós, atleticanos, teríamos que ser tratados. Somos doidos pelo Galo. E o próprio Galo é Doido! Não há cura contra esta loucura. Pois graças a Darwin, a Reinaldo e Ronaldinho, o neto dele também é atleticano.

Gus Rocha

Gustavo Bianchetti

Cara, sensacional seu comentário. Voltei à minha infância, passou um filme dos 9 primos gozando um único cruzeirense.

Alexandre Pereira

Quero ver o Sr. Dalai agora, rsrsrsrs

Incrivelmente, essa também é a minha história. Exatamente igual, só que não foi o padrinho que deu o manto, foram amigos.

Carlos Eduardo

Ah bom, no decorrer do texto fica claro que ele se refere a títulos e troféus do ruralito. Estava achando que eu vivia numa realidade paralela.

Sem Paciência

É o mesmo ruralito que vc contam na “TRÍPLICE COROA MARIANA”??? kkk

Carlos Eduardo

Calma franga da cloaca queimada, esse ruralito é apenas pra confirmar tudo o que foi disputado e vencido.

Sem Paciência

Uai… Demorou demais pra responder, maria arrombada! Tava cuidando da rabo arrombado desde 2.019??? KKKKK
Vsf fdp! Aqui é Galo! Porra! Campeão, seu merda!

Sem Paciência

Primeiro, parabenizar o Dalai pelo boa criação e educação que o Gus recebeu. Desde criança desenvolveu a capacidade de ver a verdade e não se deixar iludir por ilusionismos… rs
Segundo, parabenizar o Gus pelo bom gosto na escolha do time do coração e por saber orientar sabiamente o próprio filho. KKK
Terceiro, agradecer o padrinho do Gus, homem generoso, de visão e cioso do compromisso assumido na orientação do afilhado! Mais um atleticano bem encaminhado graças a ele.
As palavras do Gus ilustram faticamente a importaância do Contraditório, de ouvir os dois lados de uma história sem pré-juízo, com o coração aberto e o espírito atento. Afinal, cada um vê a sua participação e a do outro de forma singular. E é cotejando das duas versões que forma a visão holística da situação e acurada de alguns pontos específicos.
Como a vida dificilmente nos oferece alguma coisa sem cobrar uma contrapartida, caberá ao Gus, nos anos vindouros, comemorar as vitótias e títulos que certamente virão. E separar algum tempo para consolar o pai nos duros momentos que o time dele enfrentará, ao que tudo indica… Quando um ciclo se encerra, outro se inicia. Sigamos!

Luiz Antonio Lopes Barcelos

Gus Rocha, Tao doidos que quando perdem um jogo já no 1º tempo abandonam o estádio.
Tão doidos que se iludem com verdade parcial que tem mais rulalitos que o Cruzeiro.
Tão doidos que vivem com inveja dos mais favorecidos em títulos.
Tão doidos, mas pouco inteligentes.

Luiz Antonio Lopes Barcelos

Eu fui criança no final da década de 60 e adolescente na década de 70. Cresci em uma família onde, em 11 irmãos, meu pai era o único cruzeirense. E somos todos cruzeirenses. Evolução da espécie, não é?
Vi e vivi a supremacia cruzeirense, bem diferente da sua mentira acima. O Cruzeiro sempre comemorou mais títulos que vocês. Mesmo na década de 1980 qual título importante vocês ganharam? Com Reinaldo, Cerezo,Luizinho e Éder?
Perderam para um Cruzeiro com Jacinto e Dedé de Dora. Perderam um título para o Revetria. Me lembro da soberba do Cerezo:”aconselho aos cruzeirenses ficar em casa enquanto eu, Reinaldo, Luizinho e Éder jogarmos no Atlético!” E foi derrotado pelo Cruzeiro de Nelinho, Joãozinho e … REVETRIA!
Desculpem a arrogância!

William

Sugiro ao prezado colunista, que somente responda à comentários que valham a pena por contribuir com algo positivo. Responder à algumas imbecilidades que permeiam esse fórum, é alimentar discussões bisonhas que não levam à nada. Quem quiser, que veja os números do seu clube e compare com os do seu rival. Simples assim.

peppeu

Ora ora ora, temos um ditadorzinho aqui entre os comentaristas, patrulheiro ideológico, censor de respostas.
Quem julgará valer a pena ou não eventual comentário? Qual a barra para se classificar determinado comentário como imbecil?

William

Por exemplo, o seu.

peppeu

Por favor, fundamente melhor sua resposta.

William

Pra bom entendedor, meia palavra basta. Além do mais, ” peppeu”, discutir com caras que se escondem atrás de pseudônimos, é pura perda de tempo. Tchau

Sem Paciência

Falou o cara que só usa o prenome… KKKKK

peppeu

Claro, claro, Willian. Pelo seu prenome já descobri quem vc é… Duke de Cambridge, né?
Mas não, é apenas um mané com nome gringo, que nem falar português sabe, e tenta se aventurar pelo idioma bretão. Ah vá…

Gustavo Bianchetti

Caro Dalai!!
PRIMEIRAMENTE, estou um pouco atrasado, mas gostaria de lhe falar que, na sua coluna diária sobre o Galo, ficou faltando as notas do desempenho dos jogadores no jogo contra o Bahia.
SEGUNDAMENTE, eu como Atleticano, estou ficando constrangido com sua coluna, que era pra ser do Crizeiro mas tornou-se mais uma sobre o Galo. Em colunas sobre o Galo não leio quase nenhuma linha, quando há é nos clássicos. Entendo isto como motivo de se perpetuar no site, atrás dos likes. Tantas colunas e colunistas azuis já se foram deste site.
TERCEIRAMENTE, olha a terceira aí Dalai. Cuidado. Quando o macaco não alcança a banana, passa à desdesnhá-la. Cada um investe o que tem e o que pode. Ou vc não gostaria de ver seu time bem reforçado?
QUARTAMENTE, cuidado!! Vcs ainda chegam lá!!, kkkkk. Admito. Me divirto com seus textos. Vi escreve bem sobre o Galo!!

Luiz Antonio Lopes Barcelos

Coluna diária sobre o Galo “segue o líder”?
Vocês, desesperados por mais um ano na fila, que invadiram o Quintal.
Mas esperar o que de um grupo desesperado? Ofensas, mentiras, xingamentos, falta de respeito e …INVEJA.
Aliás, parabéns pelas Bodas de Ouro.

Augusto

Prezado Dalai, Parabéns pela coluna e pela educação e paciência no trato com seus leitores.
Mas me esclareça um negócio sobre o MAIOR DE MINAS..
Pra mim o maior de MINAS é o que ganhou mais títulos MINEIROS e o que ganhou mais clássicos na história dos dois clubes em MINAS GERAIS (Galo e Cruzeiro)
Me desminta se eu estiver enganado.
Abraço

Luiz Antonio Lopes Barcelos

Augusto, Me permito discordar. O Maior de MG é aquele que tem o maior números de títulos sejam eles rurais, nacionais e internacionais. Portanto seria a soma de todos os títulos válidos. Em segundo lugar um dos times tem 12 anos a mais de existência que o outro, portanto deveria ter mais títulos e … NÃO TEM. Simples assim.

Jorge

Fala Dalai… Bom dia, cara!

Uma boa SEGUNDA para você e para todos os cruzeirenses!

Como de hábito, a coluna está ótima.

Depois da tentativa de blefe com o tal do “imponderável” o Dalai faz um recuo estratégico e, de volta à realidade, chama para a discussão a tal da “probabilidade”. Agora sim!

Sempre com o pé atrás com o imponderável, mas reconhecendo a precedência da probabilidade, podemos afirmar:

1) Um clube que disputa a série B e não consegue receitas nem para pagar o serviço de sua dívida (nem estou falando das despesas de custeio obrigatórias), que está sem campo para jogar por falta de recursos para pagar o aluguel, tem alta probabilidade de aumentar suas dívidas, se valer cada vez mais de jogadores de baixa performance, ser deficitário, e, num círculo vicioso, contratar jogadores ainda piores e com isso diminuir ainda mais suas receitas, até desaparecer por completo;

2) Um clube que disputa a série A, entra nas oitavas na Copa do Brasil e disputa a Libertadores, além de em breve poder contar com todas as receitas oriundas de seus jogos em estádio próprio, tem alta probabilidade de pagar suas dívidas, ser superavitário, e, num círculo virtuoso, contratar melhores jogadores e com isso aumentar suas receitas, até se tornar uma potência continental.

3) Baseado no acima, o cruzeiro tem alta probabilidade de se extinguir nos próximos anos.

4) Baseado no acima, o Galo tem alta probabilidade de se tornar uma potência continental nos próximos anos.

Portanto, Dalai, é compreensível que você jogue todas as suas fichas no “imponderável”. Porque se for pelas probabilidades…

Na coluna passada um leitor afirmou que era fato inconteste que “o Galo não tem DNA de vencedor”. Como resposta eu retruquei que fato inconteste e que até tinha virado música era que “maria eu sei que você treme sempre que o Galo vai jogar”. O Dalai apresentou só a opinião do seu correligionário e omitiu a minha. Normal. Mas de duas proposições distintas podemos tirar a prova de qual subsiste baseado em fatos.

Final da Copa do Brasil 2014, numa quarta feira do Goulart: Galo x cruzeiro. Se o Galo não tem DNA de vencedor, ele perdeu a final da Copa do Brasil de 2014, correto? E se o cruzeiro não treme quando o Galo vai jogar, ele ganhou essa final, correto? ERRADO.

O Galo não só tem DNA de vencedor como foi lá e sapecou o time vaidoso duas vezes. E o cruzeiro não só treme quando o Galo vai jogar como perdeu os dois jogos da final, não conseguindo nem um honroso empatezinho.

E antes que o Dalai chame o tal do “imponderável” para socorrê-lo vou lembrar que ele, o imponderável, até aparece de vez em quando. Mas duas vezes consecutivas, aí não hein, Dalai? Vamos falar a verdade: O cruzeiro, como de hábito, tremeu nas duas partidas. Isso não é imponderável, isso é probabilidade: “quando dois times se enfrentam, aquele que treme tem alta probabilidade de perder o jogo”.

Luiz Antonio Lopes Barcelos

Tem alta potência de se tornar potência continental??????
Parei por aí!!!!! Chacota Continental!!!!!!
Kkkkkkkkkkk
6ay1o, eu sei que você treme.

Jorge

kkkkk. Conhece a música, né Maria? É assim: Maria, eu sei que você treme sempre que o Galo vai jogar.

Carlos Aguiar

Sr Dalai, sou assíduo leitor do condomínio. Creio que devemos limpar a nossa casa e, em outra ocasião comentar o lado feio da cidade. Temos vários problemas estruturais, os quais poderiam ser mais explanados no espaço. Devemos nos recolher nesse momento de reconstrução, olharmos para dentro do clube e deixar as coisas externas fluírem como sempre. Com certeza, até a nossa volta triunfante, o lado feio da cidade continuará no mesmo lugar, a vergonha de Minas…

peppeu

Feio mesmo, vergonha mesmo. Imagine só, o único time dos “grandes” que caiu para a série B e não subiu imediatamente para a série A?

Galo Doido New York

IMPONDERAVEL: Como o blogueiro sempre faz questao de re-lembar, a Nau azul a deriva ainda esta cheia de ratos…Existem tres especies: os ratos pessimos, os ratos ruins e os ratos ratos…Os ratos pessimos sao bastante conhecidos, todos tem nome e sobrenome mas, nao querem largar o osso, serao os ultimos a pular fora, se um dia o fizerem…Os ratos ruins, em sua maioria, permanecem no anonimato sempre ajudando os ratos pessimos, raramente sao pegos com a boca na botija. Tambem tem residencia propria na Nau azul… Os ratos ratos ate que tentam, mas sao poucos que raramente conseguem mudar algo…A Nau azul esta infestada por essa praga, e ainda assim, estao mais preocupados com o Yatch preto e brando de 250 pes, navegando em aguas calmas.

No dia 4 de Abril, a PROBABILIDADE enfrentara o IMPONDERAVEL…Serah que mae Dinah tem alguma previsao???

APOSTO TUDO NA PROBABILIDADE.

Sem Paciência

Ajudando a corroborar a fala do amigo atleticano: eram CINQUENTA E DOIS conselheiros remunerados. Muita gente mamando nas tetas do clube. Isso recebendo salários! Sem contar o pessoal do “por fora”, camisas, churrascos, ingressos… E ninguém saiu! Os Sevandijas continuam parasitando! KKKKKK

João De Deus Filho

Bom dia.
Vc me pergunta quantas vezes eu já ví o filme que dá tudo errado no final.
Eu te digo que muitas.
Porém, nenhuma das vezes anteriores, estávamos sendo tão bem preparados como está acontecendo agora.
E não sou burro de duvidar do trabalho que está sendo feito, capitaneado pelo nosso Menin.
Ele é um cara mais que vencedor e não se aventuraria no clube, se não visse grandes possibilidades de sucesso.
E tenho certeza que tanto vc quanto todo torcedor do Cruzeiro sabe que o clube vai entrar nos campeonatos com artilharia pesada.
O objetivo não é só participar.
Existe um projeto de mudar o clube de patamar nos próximos 5 anos.
Porém, acredito que esse 1º ano já elevou o patamar do clube.
Afinal, vejamos os reflexos, mesmo não ganhando o título:
1- O clube já garantiu quase 30 milhões pelo 3º ou 4º lugar no Brasileirão.
2- A Libertadores vai pagar 122 milhões ao campeão e aí depende do nosso desempenho prá assegurar mais uma boa arrecadação.
3- A Copa do Brasil também paga bem. São mais de 70 milhões e tendo um time forte, podemos sonhar com o título e mais uma boa arrecadação.
4- A cota de TV e nova participação na série A vai render mais aproximadamente 100 milhões ao clube, e isso não estou incluindo patrocínio.
5- A possível valorização de jogadores pode fazer o clube vender jogadores, sendo outra boa fonte de rendas.
Baseado nesses números, vemos que dinheiro não deverá ser problema para o clube no ano que se inicia. E não falamos sobre o ano de 2022, quando a Arena do Galo deverá render por volta de 120 milhões anuais ao clube. Pelo menos são as projeções feitas por quem entende do assunto.
E lembrando que ainda teremos as garantias do Menin de que, precisando, teremos dinheiro prá seguir montando esse projeto.
Ou seja, não vejo motivo prá não estar confiante.
Vc diz que nada disso garante títulos. Claro que não. Mas, quem ousa duvidar que temos total condição de ganhar não apenas 1 título, mas 2 ou 3?
Só com a base que montamos, já disputamos o Brasileiro de 2020, só não ganhando por falhas do técnico que está de saída. Tivesse ele mantido o trabalho do início do ano, o 1º ano do projeto já teria rendido frutos, apesar que eu acho que os frutos já estão sendo colhidos.
E o técnico que vai chegar, caso peça algum jogador, com certeza terá seus pedidos atendidos.
Ou seja, vamos entrar na temporada 2021 mais fortes do que fomos na temporada 2020, que bateu na trave.
Então, não tem como não sonhar.
E digo que sua família tem sorte.
Enquanto seu clube foi vencedor, vc curtiu tudo, mesmo que muitos desses títulos possam ter sido ganhos de forma não muito honesta (pelo menos é o que se fala), agora será a hora do seu filho ser feliz.
Ele vai assistir ao surgimento de um novo Galo.
Cujo projeto ambicioso é ser o maior clube das Américas.
E com a força dos investidores, não tenho dúvidas que esse projeto será alcançado.
Afinal, dinheiro é o que não vai faltar.
Vai faltar é do outro lado da lagoa. E não precisa ficar olhando com olhos de pidão, que não vamos emprestar.
Então, o meu desejo é que o ano passe rápido.
Quero chegar ao final do ano comemorando uma temporada que promete ser vitoriosa.
E mesmo vc, meu caro Dalai, sabe que o que eu estou falando é real e tem tudo prá dar certo.
Afinal, bobo vc não é.
Muito menos o seu filho.
Esse é realmente esperto e tem bom gosto, pelo menos em termos de futebol.
Quem viver verá e conhecerá um novo Galo.
Nós acreditamos.
Grande abraço.