PONDERANDO O IMPONDERÁVEL

  • por em 22 de fevereiro de 2021

Bruno Haddad/Cruzeiro/Flickr

Não consegui explicar bem o IMPONDERÁVEL FC e estou sendo massacrado por boa parte dos condôminos deste QUINTAL. O propósito era projetar o componente aleatório intrínseco no futebol, popularmente conhecido por “zebra”. Nem sempre o mais forte vence o mais fraco. Nem sempre uma constelação de craques vale garantia de títulos, exatamente pela imponderabilidade do futebol.

Por culpa da minha fraca defesa de tese, fui combatido até com sub-argumentos tipo: Então, pela imponderabilidade do futebol, o Íbis pode vencer o Bayern?

Sem dúvida que sim, mas a probabilidade é a mesma que você tem de olhos vendados, tirar o único grão de feijão branco colocado em um saco de feijão preto.

Em boa parte das críticas faltou exatamente a conjugação da imponderabilidade inerente a uma partida de futebol com o fator probabilidade. Sob esse duplo enfoque chega-se à conclusão de que se um Clube investe milhões na formação do time, a sua probabilidade de ter êxito é muito maior do que a de um concorrente que não fez investimentos.

Mas, e aí está o nó górdio da questão: comprar craques como se compra fruta na feira não garante títulos, ao contrário do que pensam João de Deus Filho, Jorge, Galo Doido New York e Sem Paciência. Com a costumeira contundência e facilidade no manuseio das palavras – atiradores de elite acionando metralhadora – eles quiseram fazer crer tenha eu defendido a desnecessidade de investimentos já que o imponderável sempre dita o resultado do jogo. Fatalistas fazem o mesmo com quem é pelo livre arbítrio. Claro que não defendi uma maluquice desta. Todos os concorrentes de um campeonato devem se armar o máximo que puderem. Os que não se prepararem ficarão possivelmente nos últimos lugares, como determina a Lei das Probabilidades.

Mas, sobre todos eles, paira a imponderabilidade. Investir mais dá ao clube a maior probabilidade de ser campeão. Não a certeza. Os atleticanos, queimando reais, vendo o time na liderança, 4 ou 5 pontos à frente do segundo colocado, consideraram apenas as probabilidades e começaram a festejar o título já no meio do ano. “Segue o líder! ” – Lembram?

Até a poucas semanas, cada nova contratação milionária chegando em Vespasiano renovava o coro do “Já Ganhou! ”. Fecharam os olhos à imponderabilidade do futebol e tropeçaram no Botafogo, Sport, Goiás, etc.

Ontem soltaram foguetes porque estão garantidos na fase de grupos da Libertadores.

BATE PAPO NO QUINTAL

1. Marco Aurélio, não acho que está tudo bem com o Cruzeiro. Até as calmarias ocasionais me assustam, lembrando o perigoso silêncio na selva. Continuamos com muitos problemas a serem resolvidos, em especial o financeiro de curtíssimo prazo, as duas velas acesas e ratos combatidos com Racomin falsificado. Porém, Marco Aurélio, agora o nosso dever é apoiar a reconstrução, sobretudo o atual, comando técnico. E fazendo a escolta dele, pra evitar o fogo amigo.

2. José Fernando Saraiva, sem dó nem piedade põe o dedo na ferida:

“O Atlético MG não possui o DNA de campeão. ”

Sem Paciência sentiu o golpe!

3. Wellington, você tem razão. Não só pelas colunas do excelente Fred Melo Paiva, mas pela mudança de humor dos atleticanos condôminos deste QUINTAL, a decepção com o time de 200 milhões de reais sai pelos poros e expõe mágoas da alma. Jogaram todas as fichas na Selegalo-2, formada e dirigida por técnico de 1 milhão/mês e 6 (seis!) assessores que vieram com sua bagagem, a 300 mil cada!

4. Rei Melo, sim, ventos mudando de direção! Aqui e lá! Aos trancos e barrancos, boa parte da sujeira ainda debaixo do tapete, hienas rondando a Toca, o Cruzeiro começa a respirar sem instrumentos. Tudo ainda é muito difícil, mas no chão árido um ramo verde começa a brotar. Temos de vigiar com pertinácia, até conseguirmos expulsar focos camuflados na nossa cozinha.

5. João de Deus Filho, ante o novo fiasco atleticano, vendo outra vez o sonho do título brasileiro ir para o brejo, procura amenizar a sua dor e de seus companheiros: estão construindo estádio próprio; têm o melhor CT das Américas (?); estão ainda formando um time (?); no próximo campeonato dará tudo certo…

João de Deus, por favor, quantas vezes você já assistiu este filme?

6. guioday rodrigues, volte para o QUINTAL. Sua carteira de motorista ainda não foi apreendida!

7. Galo Doido New York e Jorge reprisam as gozações costumeiras contra o Cruzeiro, mas não conseguem disfarçar a amargura por terem, mais uma vez, entrado em canoa furada. Consolem-se com o Internacional que está perdendo a chance de evitar Bodas de Ouro da Amargura. Quase completando 50 anos sem título. Algum conselho para os colorados?

8. O imponderável entrou em campo no Maracanã, ontem à tarde. O lateral direito Rodinei que era do Flamengo e foi para o Internacional, só poderia jogar se fosse paga multa de um milhão de reais ao seu ex clube. Um torcedor doou ao Inter esse valor e o pagamento foi feito. Rodinei, no primeiro tempo, perdeu bisonhamente jogada com Bruno Henrique que cruzou para o gol de Arrascaeta. No segundo tempo, aos 3 minutos, comete falta que, analisada pelo VAR, resultou na sua expulsão.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

All Comments